Home > Notícias

iPad nas empresas: companhia incorpora 5.400 tablets a sua rede

Poderia ser um pesadelo sem fim, mas a experiência com iPhones facilitou a operação; virtualização foi grande aliada

Tom Kaneshige e Andrea König -CIO/Alemanha

10/02/2011 às 16h04

Foto:

Em 2010, a empresa KLA-Tencor, fabricante de semicondutores sediada no Vale do Silício, nos EUA, decidiu que era chegada a hora de incorporar o iPad nas comunicações e muniu todos os seus 5.400 funcionários com o dispositivo móvel da Apple.

A responsabilidade sobre a implementação da plataforma dos tablets na corporação ficou a cargo do CIO da KLA-Tencor Ashwin Ballal, que confessou, em entrevista à CIO dos EUA, que aquilo seria o começo de uma longa sequência de noites sem sono.

Entre as tarefas do executivo estavam a integração de emails corporativos, do calendário, das bases de contatos e de aplicativos web no gadget. Aos colaboradores dos departamentos comercial e técnico deveria, ainda, ser possível consultar dados sigilosos usando o iPad.

Em questão de poucos dias, uma avalanche de 10 mil telefonemas chegava ao help desk da KLA-Tencor. Os questionamentos eram predominantemente voltados à integração dos iPads na rede da empresa e sobre a data de entrega dos dispositivos. “Estávamos preparados para muitas coisas, menos para isso”, diz o CIO Ballal.

A onda de problemas experimentada com a introdução de um dispositivo novo à rede corporativa, não é exclusividade de Ballal. Atualmente, 80% das empresas conhecidas por Fortune 100 (uma seleção de companhias Top em seus segmentos) planeja ou já efetuou esse casamento com o tablet da Apple. Ballal tinha à frente uma carga de trabalho impressionante, pois o processo de implementação do iPad na corporação não poderia levar meses.

Os obstáculos
Um fator que complicou a operação é o fato de 50% dos colaboradores da KLA-Tencor não viverem nos EUA. “Apenas o envio dos dispositivos para diversas partes do mundo foi bastante difícil”, diz o CIO. Logo no Roll Out (início de uma operação) o iPad ainda não estava disponível em todos os países.

Para minimizar a influência dos iPads na rotina do Help Desk da KLA-Tencor, Ballal decidiu ir à caça de uma empresa que oferecesse uma solução para o registro dos novos participantes na rede. O processo de registro deveria ser feito pelos próprios colaboradores e sem precisar de tutorial ou algo semelhante.

A escolha de Ballal recaiu sobre a empresa Mobileron e sua, segundo o CIO, relevante preocupação com a usabilidade do sistema. Todo o processo de registro aconteceria via portal. Em três semanas, o sistema da Mobilrun estava instalado nos iPads e mais de 60% dos dispositivos estavam devidamente registrados na rede corporativa da KLA-Tencor. Como os iPads eram presentes pelos excelentes resultados do períodos fiscais anteriores, os restentes 40% optaram pelo uso do gadget em suas casas ou presentear outras pessoas com o tablet.

A experiência dos anos anteriores foi decisiva para o sucesso de Ballal e da corporação. Há anos, a empresa já havia integrado os iPhones em sua estrutura, assim, a tarefa da TI era predominantemente voltada a testar o funcionamento dos aplicativos de web da KLA-Tencor nos iPads.

Virtualização
Os colaboradores de marketing e comerciais da empresa solicitaram ao CIO a possibilidade de executar mais tarefas em seus iPads. Para dar conta dessa demanda, Ballal optou por uma plataforma virtualizada que oferecesse a segurança necessária para viabilizar o acesso aos dados confidenciais e estratégicos da companhia. Dessa forma, as informações poderiam ser acessadas a partir dos tablets, sem deixar a segurança dos servidores da empresa. “A virtualização não era a única alternativa, mas quando o assunto é integrar iPads para o acesso às informações preciosas, é, sem dúvida, uma grande escolha”, diz o CIO.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail