Home > Notícias

iPad pode se tornar nome genérico para tablets

De acordo com especialistas, nome do dispositivo da Apple está se tornando um termo para designar tablets; produto foi lançado em 2010 e lidera mercado

Da Redação

09/04/2012 às 19h11

Foto:

Em um dia normal, você geralmente “dá um Google” para procurar a respeito de determinados assuntos, tira Xerox de alguns documentos e coloca um Band-Aid em um machucado que ocorreu na correria do dia a dia. Esses nomes, na verdade, são nomes genéricos de outros produtos: em vez disso, você procura coisas em um buscador, faz reproduções em uma máquina de cópias e usa bandagens adesivas nos pequenos cortes. 

E o iPad está seguindo o mesmo caminho: o dispositivo da Apple está se tornando um nome genérico para designar tablets - e não apenas aqueles fabricados pela companhia de Cupertino - devido ao grande sucesso do aparelho, de acordo com especialistas entrevistados pela rede americana Fox News

“Não há nada que possa ser feito para prevenir o que está acontecendo”, afirmou o professor de linguística na Universidade de Cornell, Michael Weiss. “Não há como controlar o crescimento da língua." Como o dispositivo da Apple inaugurou um nicho de mercado ao lançar o iPad original em 2010, os consumidores começaram a associar a categoria do produto à marca, mesmo quando trata-se de tablets de outros fabricantes. "Para a grande maioria, a ideia de um tablet é representada por um iPad”, apontou o gerente da Abt Electronics, Josh Davis. “[A Apple] deu forma à toda uma categoria e a trouxe à vida." 

novoipad_390.jpg
Dispositivo da Apple está se tornando nome genérico para designar tablets

 

Isso não é novidade entre os produtos da empresa. Em 2001, devido ao enorme sucesso de seu “tocador digital de música”, o iPod começou a se tornar um conceito generalizado entre os MP3 players, percorrendo o mesmo caminho que aconteceu com o famoso Walk-Man.  De acordo com a reportagem, apenas 5% dos nomes de marcas nos EUA se tornam genéricos, fazendo com que, de tão popular, o produto acabe eclipsando seus rivais. 

A Apple lançou em março deste ano a terceira geração do iPad, que ganhou uma tela Retina de maior resolução, novo processador mais rápido e poderoso, câmera de 5MP e conexão 4G. O aparelho vendeu 3 milhões de unidades em seu fim de semana de lançamento, e causou polêmica entre os usuários, que reclamaram de problemas com recepção Wi-Fi, superaquecimento e da bateria, que poderia demorar até sete horas para ser recarregada

Veja o review completo do aparelho em nosso site. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail