Home > Notícias

iPad vira isca para golpes via Internet

Criminosos usam links do Google para levar os internautas para páginas com falsas notícias sobre o tablet da Apple; vítimas pagam por falso antivírus

Daniel dos Santos, Macworld Brasil

29/01/2010 às 8h03

Foto:

Com o iPad bombando na Internet (só o evento de lançamento foi responsável por congestionar o Twitter e derrubar vários sites), não é de se espantar que os crackers, os criminosos virtuais, utilizem o nome do esperado tablet da Apple como isca.

A estratégia funciona da seguinte forma: os criminosos criam centenas de páginas na internet que falam sobre o lançamento do iPad. Esses links aparecem nas páginas de buscas de sites como o Google. Ao clicar nesses endereços, o internauta recebe um alerta de que sua máquina está infectada e de que pode baixar um antivírus grátis para resolver o problema. É só clicar...

Segundo a empresa de segurança Trend Micro, que divulgou um alerta sobre o caso, quem acredita na história baixa um cavalo de tróia (programa nocivo que captura dados pessoais) conhecido como Fakeav.

Ele finge instalar o antivírus, mas, na verdade, coloca no computador uma praga virtual que monitora o equipamento e exibe mensagens dizendo que será necessário pagar pela versão completa do programa (que chega a custar 90 dólares) para remover os “vírus encontrados”. As vítimas que acreditam, perdem o dinheiro e ficam com a máquina infectada.

O Fakeav afeta máquinas com sistema operacional Windows 98, ME, NT, 2000, XP e Server 2003. Mas vale lembrar que os criminosos também podem usar links sobre o iPad para distribuir outras pragas virtuais, que atingem outros sistemas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail