Home > Notícias

iPad x iPhone: por que não preciso dos dois

Comparamos os dispositivos para saber se já vale a pena carregar mais um equipamento na mochila

Ginny Mies – PC World/EUA

06/04/2010 às 11h19

Foto:

Um dos maiores erros quando se fala no iPad é dizer que ele é basicamente um iPhone ou iPod touch gigante. Isso não é verdade. Eles são completamente diferentes em matéria de hardware e funções. Para começar, o iPad não é um telefone. Claro, eles podem fazer um monte de tarefas idênticas, como jogar games, navegar na Internet, mandar e-mails, curtir vídeos, ouvir música...

O que muita gente quer saber, na verdade é: se eu tenho um iPhone, preciso de um iPad? A resposta depende de como atualmente você usa o seu celular e para o que você quer um tablet.

Pense da seguinte forma: se você já se pegou querendo mais do seu iPhone, pode pensar em investir em um iPad. Por exemplo: você vê muitos vídeos no smartphone? Se sim, provavelmente gostará de ter uma tela maior. Você é um gamer? Caso seja, os jogos para o tablet deixam os do iPhone bem para trás.

Minha conclusão: eu tenho um iPhone 3GS. No momento, não preciso correr para uma loja da Apple para comprar um iPad. Mas não me deixe deixá-lo indeciso. Considere os fatos abaixo:

Preço
Por razões óbvias, o iPad é um investimento mais alto. O valor depende de questões como capacidade de armazenamento e conexão 3G. Mas o tablet não sai por menos de 499 dólares (o preço não foi definido no Brasil, nem a data oficial de lançamento), enquanto que um iPhone 3GS tem preços a partir de 200 dólares nos EUA. E os equipamentos não compartilham planos de dados.

E prepare-se para gastar mais em conteúdo com o tablet. Os programas são mais caros. Em geral, vão de gratuitos a 20 dólares. No caso dos games, há programas que chegam a ser cinco vezes mais caros. Para comprar livros na iBook Store, é necessário gastar, em média, entre 12 e 15 dólares (apesar de alguns títulos gratuitos). Sou um leitor assíduo e fã dos games de iPhone. E não acho que vou poder sustentar meu hábito no mesmo nível no iPad.

 

 

ipad-390.jpg
iPad: ele não é um iPhone gigante...

Dimensões e hardware
Outra coisa a considerar é o fato de carregar mais um equipamento, (24 x 18 x 1,3 centímetro) bem maior  que o iPhone). A não ser que você use iPants, não dá para levá-lo no bolso. E não sou um fã de carregar um monte de coisas.

No meu caso, o iPhone é a melhor escolha. Também tem a questão do peso (680 gramas) que precisa ser considerada na sua mochila. Quanto à resistência, o celular mostrou ser mais forte que o tablet. Basta conferir nosso teste. Com frequência deixo o meu celular cair, o que pode ser um problema com o novo equipamento da Apple.

Por outro lado, o iPad supera facilmente o celular em multimídia. Obviamente, ver um vídeo em 9,7 polegadas de tela é melhor que e em 3,5 polegadas. E os alto-falantes do iPhone são bem fraquinhos. Fiquei positivamente surpreso com a qualidade de som mostrada pelo tablet.

Para completar, navegar na Internet é muito mais confortável no novo dispositivo da Apple.

Aplicativos nativos
iPhone e iPad têm vários programas que podem se utilizados pelos dois, mas poucos foram adaptados ou criados especificamente para o tablet, perdendo a oportunidade, pelo menos por enquanto, de tirar proveito da tela grande.

Por outro lado, os programas nativos para o iPad são muito legais. Os games, em particular, impressionam. Mas para quem é apenas um jogador esporádico, os joguinhos do iPhone já dão conta.

Embora tenha curtido tudo que o iPad pode fazer, estou satisfeito com meu iPhone 3GS e não pretendo adquirir o tablet, pelo menos por enquanto. Mas minha opinião pode mudar, se mais aplicativos muito legais forem lançados.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail