Home > Notícias

Brasileiros recebem cobranças indevidas por videochamadas no iPhone 4

Valores são referentes ao envio de mensagens de SMS para usar o recurso FaceTime; segundo operadoras, contas incorretas serão reembolsadas

Luiz Mazetto, Macworld Brasil

22/09/2010 às 14h45

Foto:

Quando milhares de brasileiros enfrentaram filas na madrugada do último dia 17/9 para comprar o aguardado iPhone 4, muitos deles esperavam testar, entre outras novidades do novo smartphone da Apple, o recurso de videochamada pelo aplicativo FaceTime (também presente no novo iPod Touch). Mas algumas pessoas têm enfrentado problemas, seja para ativar o recurso, como já noticiamos, ou por receber cobranças indevidas para utilizar o serviço.

Apesar de o FaceTime funcionar apenas em redes Wi-Fi, é necessário o envio de um SMS internacional para a ativação da videochamada, como explicam as próprias operadoras de telefonia celular do País. Vários fóruns de usuários trazem queixas de cobranças pelo envio dessas mensagens de texto.

É o caso do cearense Luis Glasman de Melo Jr, de 26 anos, que comprou seu iPhone 4 no mês passado nos Estados Unidos, e tem usado o aparelho no Brasil com um plano pós-pago da operadora TIM. Para sua surpresa, na  primeira conta com o uso do aparelho, recebida este mês, foram cobrados 33,97 reais pelo envio de 43 mensagens de SMS internacionais para o Reino Unido, relativos ao uso do FaceTime.

facetime390

Brasileiros tem enfrentado problemas para utilizar o recurso FaceTime

Macworld Brasil entrou em contato com as operadoras que comercializam o aparelho no País para saber qual o posicionamento delas sobre essa cobrança. TIM, Claro e Vivo afirmaram que não cobrarão pelo envio desses SMS internacionais e que se houver qualquer cobrança do tipo, os clientes devem entrar em contato com as respectivas centrais de atendimento para pedir o estorno dos valores.

Segundo a Claro, os clientes pré-pagos estão sendo cobrados pelo envio dessas mensagens, mas a empresa afirma que a situação é temporária e que os usuários devem entrar em contato com a companhia para pedir reembolso em créditos. Até o momento, a Oi não se manifestou sobre o assunto.

Após nossa entrevista, Melo entrou em contato com a TIM que, segundo ele, enviou outra conta por e-mail com o valor já corrigido.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail