Home > Notícias

iPhone e iPad podem transmitir doenças, diz especialista

Segundo o pesquisador australiano Peter Collignon, o compartilhamento desses aparelhos representa um sério risco à saúde

Macworld/Reino Unido

15/10/2010 às 9h49

Foto:

Equipamentos eletrônicos com interface sensível ao toque, como iPhone, iPad e iPod Touch podem representar um risco à saúde. É o que afirma um especialista em doenças infecciosas.

Segundo o professor Peter Collignon, da Universidade Federal da Austrália, suas pesquisas encontraram um alto nível de agentes infecciosos na superfície de dispositivos com telas touchscreen, o que representa grande possibilidade de transmissão de doenças.

Em entrevista ao The Sydney Morning Herald, ele afirmou que se centenas de pessoas compartilharem a mesma tela ou teclado esse risco passa a ser alto. Esse tipo de coisa pode acontecer, por exemplo, em lojas de produtos no qual os aparelhos ficam em demonstração e são manuseados com grande rotatividade. Já para uso pessoal, sem compartilhamento, não deve haver problema.

“Germes que podem ser transmitidos por nossas mão podem gerar de gripe a doenças que são resistentes a vários remédios”, destaca Collignon. Uma investigação promovida anteriormente pelo New York Daily News reforça a teoria. A publicação avaliou quatro iPads utilizados em lojas da Apple, sendo que dois deles continham vários tipos de agentes patológicos, responsáveis pela transmissão de doenças.

Logicamente, esse problema não é um “privilégio” dos produtos da Apple. Qualquer equipamento que seja manuseado por centenas de pessoas corre esse risco. Mas por serem tão populares, os iPhones e iPads compartilhados chamam mais a atenção dos especialistas.

ipad390b

Tela do iPad: quantas pessoas já pegaram este aparelho?

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail