Home > Notícias

iPhone: Pirataria de aplicativos pode chegar a 90%

É o caso do aplicativo Layers, criado por Ben Gotow, que custa US$ 5, mas é encontrado gratuitamente em sites ilegais.

Redação da Macworld/Reino Unido

14/10/2009 às 10h47

Foto:

Não é fácil a vida de desenvolvedor de software. Segundo um levantamento feito pela Macworld do Reino Unido, em vários casos, para cada software vendido legalmente,  nove aplicativos pirateados são baixados para o iPhone. Com isso, logicamente, a receita gerada pelo produto cai drasticamente.

Para chegar a esse dado, a publicação conversou nas últimas semanas com vários desenvolvedores, que reclamaram da concorrência desleal e da dificuldade de sobreviver de seu trabalho, principalmente em um cenário de crise econômica. Aplicativos “crackeados” (programas pagos que são desbloqueados para download gratuito) são encontrados facilmente na internet.

Um bom exemplo disso é o aplicativo Layers, para iPhone e iPod touch. Criado por Ben Gotow, da Gotow.net,  ele é um programa destinado a artistas, designers e ilustradores que permite mesclar desenhos com fotos, criando múltiplas camadas na imagem e efeitos interessantes.

bug_iphone_300.jpg
Pirataria no iPhone: desenvolvedor já perdeu mais 20 mil dólares com cópias ilegais

Cotado a 5 dólares, o programa vendeu relativamente bem, até que Gotow notou a queda no ritmo de comercialização, fez uma busca no Google e identificou que seu programa estava disponível gratuitamente em um site, assim como milhares de outros softwares. No caso do Layers, a versão pirateada já havia sido baixada nada menos que nove mil vezes!

“Fiquei chocado”, conta ao desenvolvedor. “Acreditava que a pirataria era muito menor”. Segundo ele, que comparou a quantidade de cópias legais com as crackeadas, seu prejuízo já chegou a  21 mil dólares. Pelas suas contas, apenas cerca de 10% das cópias baixadas de seu software são legais.

“Acho que a Apple não faz o suficiente para combater a pirataria de aplicativos”, afirma Gotow. “O mercado para desenvolvimento de softwares pagos na App Store fica muito restrito com ação dos crackers”, completa o desenvolvedor.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail