Home > Dicas

iPhoto’09: reconhecimento de faces funciona mesmo

Testamos o novo de reconhecimento de faces do iPhoto'09, e temos opiniões divididas sobre ele. Veja o que esperar do Faces.

Macworld/EUA

02/02/2009 às 17h06

Foto:

Um dos recursos mais interessantes do pacote iLife’09 é o Faces, presente no editor e organizador de imagens iPhoto’09.

Como a Apple mostrou na Macworld Expo, no começo de janeiro, o Faces traz tecnologia de detecção e reconhecimento de faces, permitindo ao iPhoto saber de quem são os rostos nas fotografias e combinar imagens similares na biblioteca de imagens.

Agora que já passamos algum tempo com o iPhoto’09, podemos responder algumas questões importantes sobre o Faces: funciona direito? Reconhece crianças em fase de crescimento? E os bichinhos de estimação?

1) Como funciona
Ao clicar pela primeira vez no item Faces na barra lateral do iPhoto, o programa analisa todas as suas imagens. O tempo que o processo demora depende de quantas fotos você tem. Se são milhares, se prepare para esperar. Uma biblioteca com 1.373 fotografias foi varrida pelo iPhoto em oito minutos, por exemplo. O aplicativo estima o tempo que o processo irá levar e, em nossos testes, o resultado foi bem próximo do esperado.

Depois que o iPhoto termina a análise facial, você precisa dizer ao programa quem é quem. Selecione uma foto e clique no botão Name, na parte inferior da janela. Pequenas caixas aparecerão em torno de cada face detectada, junto com uma etiqueta de nome abaixo da imagem – neste ponto, todas as fotos serão marcadas como “rosto desconhecido” (Unknown face). Clique no texto do rosto desconhecido e digite o nome da pessoa. Ao mesmo tempo, o iPhoto tenta encontrar outras imagens com a mesma pessoa, e ela passa a aparecer no modo de visualização Faces.

Se a imagem tiver muitas pessoas, você pode identificar todas de uma vez só. Caso o programa não reconheça um rosto, você pode adicionar uma identificação manualmente ao clicar no botão Add Missing Face. Também dá para remover um rosto do sistema, caso você queira – como de alguém que você não conhece ou não planeja usar o recurso Faces. Basta clicar na caixa e no “X” no topo esquerdo dela. Uma vez que você terminou de dar nomes aos rostos, clique em Done para terminar.

A visão Name também é fácil de navegar com atalhos de teclado: pressione tab para se mover entre as faces e confirmar identidades que o Faces não tem muita certeza. Ao selecionar um rosto em particular, pressione Enter para digitar o nome e navegue entre as imagens também com as setas do teclado. Isso ajuda a poupar tempo.

O Faces funciona com uma foto de cada pessoa, mas se você dá mais exemplos ao iPhoto daquela pessoa, melhor será o resultado do reconhecimento facial, que fica cada vez mais acurado. Um exemplo: uma pessoa identificada poucas vezes foi localizada pelo Faces poucas vezes em centenas de fotos. Depois que identificamos 30 fotos, o Faces encontrou mais de cem imagens.

faces-01

O iPhoto reconhece os rostos, e você precisa adicionar nomes a cada face na imagem ao clicar na etiqueta do nome.

2) Dê os nomes
Depois que você começar a nomear pessoas, a visão Faces no iPhoto aparece como várias Polaroids alinhadas – uma para cada pessoa. A Apple chama isso de “painel de cortiça”, porque parece com um quadro de avisos com fotos pregadas a ele. Mova o cursor do mouse e cada quadrinho mostra as fotos ali dentro, do mesmo modo que ocorre nos eventos do iPhoto. Um clique duplo leva a todas as fotos daquela pessoa – no caso, “todas” significa as que você nomeou manualmente e aquelas que o iPhoto acredita que é aquela pessoa. Se você tiver vídeos na biblioteca do iPhoto (como aqueles feitos com sua câmera digital), o Faces vai tentar identificar os filmes com aquela pessoa.

Ao entrar nas imagens de uma pessoa, a parte inferior da tela mostra imagens que o iPhoto suspeita serem dela, mas que não foram confirmada ainda.

faces-02
No modo de visão Faces, um duplo clique no nome da pessoa permite confirmar ou rejeitar os resultados do iPhoto.

Dica rápida: quando terminar o processo ao clicar em Done,volte à visão Faces. Há uma grande chance de que algumas confirmações e rejeições que você terminou levem ao iPhoto a encontrar mais resultados para aquela possa.

3) Treinamento

O sistema de treinamento do Faces poderia ir direto ao ponto, e não é tão automático como você esperaria. Por exemplo, esperávamos por algum tipo de modo de treinamento em lote, mas você leva bastante tempo confirmando manualmente (ou rejeitando) cada suspeito – e torça para que suas fotos estejam boas para a tarefa. Seria muito bom se o Faces tivesse um sistema inicial de treinamento que buscasse mais informações iniciais, trazendo um bloco sólido de dados.

Um atalho rápido: clique e arraste para confirmar um grupo de imagens; option-clique e arraste para negar um grupo de fotos. Você também pode arrastar uma foto para a área de confirmadas para aceitá-la.

4) Quando o reconhecimento não funciona
Se você pensa que o Faces vai reconhecer todo mundo nas suas imagens do iPhoto, é bom pensar de novo. Ele aprende e faz mais e mais sozinho, mas ainda envolve muito trabalho manual para marcar as fotos. É meio óbvio: em muitas imagens, as pessoas não olham direto para a câmera – o Faces precisa “aprender” sobre os rostos de distintos ângulos antes de reconhecer uma pessoa em particular em determinado ângulo.

Em diversas imagens que testamos com as pessoas olhando direto para a câmera, o Faces não reconheceu ninguém, pedindo que fizéssemos o controle manual. (A caixa de controle do Faces age de forma estranha: ao segurar uma borda e redimensioná-la, a caixa inteira muda de tamanho, não apenas o canto que você quer modificar. O processo correto é colocar a face no centro da caixa e reduzir para encaixar).

5) Crianças e idades
Nossas histórias de reconhecimento familiar foram similares. O Faces reconheceu fotos da editora Jackie Dove de dez anos atrás, mas não todas. A filha mais nova do diretor de redação Jason Snell foi reconhecida quando ela tinha um ano e quando tinha sete anos, mas não em idades nesse intervalo – vai ver o programa achou que era outra pessoa.

Outra editora, Kelly Turner, se impressionou com o número de rostos que o iPhoto encontrou, incluindo em imagens de baixa resolução, com cores borradas, escuras e fotografias subexpostas. Em alguns casos, o Faces viu um rosto onde não havia um. Nesse caso, o treinamento inicial foi bem confuso. O iPhoto trouxe fotos de um ex-namorado, de diversos parentes (o que faz certo sentido), de amigos (incluindo um com penteado bem peculiar) e até da atriz Neve Campbell (presente em um pôster na parede no fundo da foto!).

E o editor Dan Frakes ficou igualmente impressionado e desapontado com as disparidades entre o sucesso e o fracasso que o Faces trouxe. Por outro lado, como Jason, ele descobriu que o Faces identificou várias fotos da sua filha mais velha quando era um bebê e uma criança pequena – bem na época que o rosto muda bastante. E, curiosamente, o Faces identificou certo diversos rostos em fotos fora de foco, como na imagem abaixo.

faces-blur

6) Pequenas falhas
Por outro lado, o Faces acreditou que toda mulher loira na biblioteca de fotos era a mesma pessoa, mesmo com mais de 30 anos de diferença de idade entre uma e outra. Ah, sim: o Faces ocasionalmente irá encontrar “rostos” em flores, garrafas e outros objetos inanimados.

Em diversas ocasiões, o Faces sugeriu fotos de um homem nos resultados de uma mulher, e vice-versa (estou falando de homens com cabelo escuro e curto com mulheres de cabelo comprido e loiro). E ficamos surpresos quando o iPhoto sugeriu que sorrisos em brinquedos nas fotos das crianças representavam um homem de 40 anos (abaixo).

faces-erro

E, ao contrário de que algumas pessoas já disseram ou até mesmo comprovaram, o Faces não funcionou muito bem com animais de estimação nos nossos testes.

7) Acesso limitado
Apesar de o Faces ser uma grande novidade para o iPhoto, o recurso é bastante restrito à própria interface Faces do programa. As informações de rostos não aparecem em outras áreas do programa. No modo de visualização Photos, por exemplo, você vê palavras-chave abaixo de cada imagem, mas não os nomes das pessoas.

Entretanto, você pode criar Álbuns Inteligentes com uma pessoa em particular usando “Name” como regra.
Além disso, quem tentar acessar informações do Faces por AppleScript ficará desapontado. Não descobrimos como extrair dados do iPhoto por scripts nesse recurso.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail