Home > Notícias

Israel proíbe o uso e confisca iPads

Equipamentos que chegam ao país são apreendidos na alfândega, por conta de seu padrão de Wi-Fi, que teoricamente prejudicaria a comunicação de outros dispositivos; dez aparelhos já foram barrados

Macworld/Reino Unido

15/04/2010 às 15h23

Foto:

Se você é um dos primeiros “felizardos” a ter um iPad e pensa em viajar para Israel, deixe o seu gadget em casa. É que o governo local proibiu a entrada do equipamento no país. Isso mesmo. Ao chegar em território israelense, o equipamento será confiscado na alfândega, segundo notícia publicada jornal de Israel Haaretz.

De acordo com a Associated Press, as autoridades locais já confiscaram cerca de dez unidades de turistas em visita ao país. Os portáteis serão devolvidos quando eles deixarem o país, segundo a alfândega.

O ministério das comunicações do país  afirma que a causa do veto ao iPad é o seu Wi-Fi, que “segue os padrões norte-americanos”, em oposição opõe ao formato europeu, que Israel adota para os eletrônicos. Segundo o órgão, o sinal wireless do tablet poderia "prejudicar a comunicação de aparelhos, que utilizam um sinal em nível diferente", de acordo com os padrões locais. O ministério  está negociando com a Apple e distribuidores locais para a aprovação da importação do tablet em seu país.

Os problemas em Israel com eletrônicos não são novidade. O iPhone só chegou ao pais em dezembro de 2009, mais de dois anos após o lançamento nos Estados Unidos. O motivo? Segundo um distribuidor local, o ministério das comunicações brecou o lançamento, por conta de incompatibilidade com os padrões europeus.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail