Home > Notícias

Jobs desistiu das redes sociais por causa de “bom trabalho” de Zuckerberg

Autor de biografia do cofundador da Apple, Walter Isaacson, revela que Jobs sentiu "afinidade ímpar" com CEO do Facebook

Ashleigh Allsopp, Macworld U.K.

18/07/2012 às 12h20

Foto:

Walter Isaacson, o autor da biografia mais vendida de Steve Jobs, revelou que o ex-cofundador da Apple não se aventurou mais no ramo das redes sociais porque Mark Zuckerberg "já havia feito um belo trabalho".

De acordo com o site Business Insider, Isaacson falava publicamente com Don Graham - um dos membros do conselho do Facebook e CEO do Washington Post, quando ele disse: "Certa vez perguntei a Jobs quem ele admirava no Vale do Silício. Mark foi o primeiro nome que ele mencionou."

Graham revelou que Zuckerberg admirava Jobs na mesma forma. "Jobs significava muito para a educação de Mark", disse ele a Isaacson. "Mark vai falar sobre isso durante muito e muito tempo."

jobs390dest

Isaacson afirma que a admiração de Jobs por Zuckerberg resultou da sua "intuição" sobre o que o Facebook se tornaria, e ele "sentiu uma afinidade ímpar por Mark."

"Steve nunca decifrou as redes sociais", observou Isaacson. "Talvez algumas pessoas nesta sala lembram-se do Ping." O Ping é a rede social da Apple para o iTunes, que nunca empolgou e será encerrada em favor de parcerias com o Facebook e o Twitter.

Quando Isaacson perguntou a Jobs por que não continuaria tentando sucesso na vida social, Jobs respondeu: "Talvez porque Mark fez isso tão bem, que não há necessidade de uma série de redes sociais."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail