Home > Notícias

Justiça proíbe o game “Bully” em todo o Brasil. Veja o vídeo

No game, o jogador controla Jimmy Hopkins, um adolescente revoltado com a vida e que adora arrumar confusão com outros alunos.

Rafael Corassa

09/04/2008 às 19h07

Foto:

O Ministério Público do Rio Grande do Sul proíbiu nesta quarta-feira (09/04) a importação, distribuição e venda venda do jogo “Bully” no Brasil. A empresa JPF Maggazine LTDA. é a responsável pelo game no país.


Veja o vídeo (em espanhol)

A decisão do juiz Flávio Rabello determina, ainda, que seja oficiado às empresas proprietárias dos sites onde o jogo está sendo comercializado para que providenciem a suspensão dos anúncios e a comercialização do jogo no prazo de 30 dias úteis, além de informar ao Juízo as listagens de outras empresas que, eventualmente, tenham adquirido o jogo.

Segundo a nota publicada, a ação indica que o game retrata situações ditadas pela violência, provocação, corrupção, humilhação e professores inescrupulosos, nocivo à formação de crianças e adolescentes e ao público em geral.

No game, disponível para Wii, Xbox 360 e PlayStation 2, o jogador controla Jimmy Hopkins, um adolescente revoltado com a vida e que adora arruma confusão com outros alunos e professores da Bullworth Academy.

gamesshutter_625.jpg

Em caso de descumprimento das determinações judiciais, foi fixada multa diária de R$ 1 mil, atualizada pelo IGP-M.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail