Home > Notícias

Kindle, da Amazon, teria infringido patente criada pela Discovery

Empresa por trás do Discovery Channel alega que ambas as versões do Kindle infringem patente de sistema de segurança de e-books.

IDG News Service / EUA

18/03/2009 às 10h05

Foto:

Menos de um mês após lançar a segunda versão do leitor de e-books Kindle, a Amazon foi processada, nesta quarta-feira (18/03), pela Discovery Communications, empresa por trás do Discovery Channel.

A Discovery alega que o Kindle infringe uma patente desenvolvida pelo seu fundador, John S. Hendricks, para um sistema de proteção de copyright e segurança de livros eletrônicos. A patente foi registrada em 2007.

No processo, a Amazon é acusada de infringir a patente nas duas versões do Kindle e nos serviços relacionados ao dispositivos, incluindo a venda de livros eletrônicos. A Amazon se recusou a comentar sobre o caso.

O Kindle 2 já foi envolvido em outras questões legais. Logo após o leitor de e-books ser lançado, a associação de autores Author's Guild disse a seus integrantes que a Amazon poderia estar questionando os direitos dos autores no mercado de áudio – porque o dispositivo possui um recurso para que os livros sejam ouvidos. A Amazon, então, permitiu que o recurso fosse desativado caso o autor da obra assim desejasse.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail