Home > Notícias

Kingston cria site para alertar consumidor sobre pendrive falso

Volume de pendrives falsos (8GB a 32GB) aumentou desde setembro, diz fabricante. Saiba como identificar o verdadeiro.

Daniela Braun, editora executiva do IDG Now!

15/12/2008 às 16h16

Foto:

Antes de adquirir um novo pen drive e de confiar seus dados ao dispositivo, verifique sua originalidade. A fabricante Kingston, por exemplo, observou um crescimento significativo nos casos de falsificação de pen drives no mercado brasileiro desde setembro deste ano.

"É uma oportunidade que o mercado ilegal identificou. Hoje, como a procura é maior entre os modelos de 8 GB, 16 GB e 32 GB, que têm valor adicional maior, a pirataria tornou-se mais ‘interessante’ nestes modelos", explica José Alberto Gervásio, gerente de operações da Kingston no Brasil.

Com o aumento do número de reclamações ao suporte da
empresa, a Kigston decidiu criar uma área em seu site para ajudar o
consumidor a identificar um pen drive original.

O site http://www.kingston.com/Brasil/verify/
traz, por exemplo,  detalhes do selo original de fabricação do produto,
vindo da Califórnia (EUA), e deve contar com mais informações de
segurança, nos próximos dias.

O pen drive falsificado pode carregar uma programação em seu chip para que o sistema identifique a capacidade de armazenamento anunciada pelo produto. Desta forma, o dispositivo é capaz de simular  a gravação dos dados fazendo com que o usuário acredita estar gravando 8GB de dados quando, na realidade, comprou um pen drive de 1GB, por exemplo.

Outra possibilidade é a venda de um pen drive falso com a mesma capacidade do original, mas de qualidade inferior. "Em nosso suporte recebemos o chamado de um usuário que salvou a monografia no pen drive e perdeu o trabalho por não conseguir recuperar os dados do pen drive falso", alerta Gervásio.

Confira algumas dicas para evitar a compra de um pen drive falso:
1) Exija sempre a Nota Fiscal do produto e não documento de garantia interno com carimbo da loja;

2) Não compre o produto fora da embalagem original, que vem selada a vácuo e possui alguns códigos de barras no verso;

3) Verifique se produto está com defeitos de fabricação como não-funcionamento do LED, barulho de peças soltas ou problemas no mecanismo retrátil;

4) O pen drive original sempre exibe o nome Kingston quando conectado ao computador;

5) A linha original da Kingston possui o conector USB na cor preta. Muitos pen drives falsos são vendidos com o conector na cor branca;

6) Cheque no site da fabricante os nomes e números dos produtos lançados e confronte com o que pretende comprar;

7) A garantia do pen drive da Kingston é de 5 anos - exceto modelo slim que tem garantia 2 anos. O revendedor deve ser solidário à garantia oferecida pelo fabricante;

8) Verifique os canais de vendas e preços indicados pelo fabricante. "Centros de compra informais são receptores naturais de produtos contrabandeados. Desconfie de ofertas muito abaixo do preço sugerido pelo fabricante", alerta Gervásio;

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail