Home > Notícias

Kneber encabeça lista das piores pragas eletrônicas, segundo empresa

Pelo 6º mês consecutivo Win32/Conficker aparece na primeira posição, com 9,62% no total das detecções, informa a companhia ESET.

Redação do IDG Now!

08/03/2010 às 11h37

Foto:

A botnet - rede que usa indevidamente PCs dos usuários sem que eles saibam -  Kneber mantém-se como a mais perigosa ameaça eletrônica, segundo ranking de fevereiro da ESET, companhia global de soluções de software de segurança.

A lista de propagação de malware em fevereiro apresenta o
Win32/Conficker  - usado na rede Kneber - pelo sexto mês consecutivo na primeira posição, com
9,62% no total das detecções.

O Kneber atingiu cerca de 75 mil computadores. As infecções ocorreram por meio de avisos a todos os usuários e a empresas que não utilizam ferramentas de segurança.

Leia também: 
>> Infecção pelo Kneber indica uso de antivírus desatualizado
>> Falsas ferramentas de segurança infectam 13,4 milhões de computadores

De acordo com a ESET, fevereiro - mês dos namorados em muitos países - também foi pico de distribuição de cartões virtuais com o tema ‘festa dos amantes’, no qual redirecionava o usuário para um download de malware.

Utilizado para executar automaticamente uma mídia externa, o INF/Autorun detém o segundo lugar com 7,24%. Em terceiro, está o Win32/PSW.OnlineGames com 6,20% da detecções. Durante muito tempo, este malware esteve nas primeiras posições do ranking mundial desenvolvido pela ESET. Completam a lista das cinco primeiras propagações o Win32/Agent (3,57%), utilizado para roubo de informações e senhas, e o INF/Conficker (1,71%) aplicado em e-mails maliciosos.

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail