Home > Notícias

Lan Houses desconhecem proibição e mantêm oferta de Counter Strike

Decisão da justiça de proibir os games Counter Strike e Everquest em todo o Brasil é ignorada em Lan Houses de São Paulo

Por Cauã Taborda, da redação do IDG Now!

21/01/2008 às 11h40

counterstrike_150.jpg
Foto:

counterstrike_150
Lan Houses, jogadores e serviços de games online ainda ignoram a proibição dos games Counter Strike (CS) e Everquest pela justiça brasilera, conforme apurou a reportagem do IDG Now! em seis Lan Houses da cidade de São Paulo, no sábado (19/01).

Na quarta-feira (16/01), o órgão de defesa do consumidor, Procon-Goiás, emitiu uma nota sobre o recolhimento e proibição dos games.

Leia mais:

Jogos Counter Strike e Everquest estão proibidos no Brasil

Brasileiros levam ouro e bronze na sétima edição do World Cyber Games

Os games seriam considerados nocivos à saúde dos jogadores, infringindo vários artigos do Código de Defesa do Consumidor. A decisão judicial foi registrada pela 17ª Vara Federal da Seção Judiciária de Minas Gerais, afirmando que no jogo CS “traficantes do Rio de Janeiro seqüestram e levam para um morro três representantes da Organização das Nações Unidas”.

O texto faz uma alusão a um mapa desenvolvido por terceiros, o cs_rio, que segundo a Eletronic Arts não faz parte do pacote original do jogo. A EA é responsável pela distribuição do CS no Brasil, que é uma modificação do game Half-Life, da Valve.

Com sua primeira versão divulgada em 2000, o game conquistou muitos fãs e se espalhou pelas Lan Houses do País. Sua proibição deve afetar muitos consumidores e estabelecimentos comerciais voltados a jogos em rede.

Isso é o que deveria acontecer, mas uma visita feita a Lan Houses, nas regiões do Centro e Jardins da capital paulista, revelou que a decisão ainda não surtiu efeito. Entre as Lan Houses visitadas pela reportagem estão as redes Spider Net, Monkey, Cyber Lan House e Seicomp.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail