Home > Notícias

Lenovo confirma a compra da CCE

Especula-se que o valor da transação seja de R$ 300 milhões, mas a empresa chinesa não confirma e diz que não irá divulgar a quantia. A companhia já havia tentado comprar a Positivo em 2008.

Da Redação

05/09/2012 às 13h03

Foto:

Como antecipado ontem, a empresa chinesa Lenovo anunciou nesta quarta-feira, 5/9 a compra da empresa brasileira de eletrônicos CCE. Embora o valor de 300 milhões de reais (cerca de 150 milhões de dólares) pela transação tenha sido divulgado pelo jornal Valor Econômico, em coletiva de imprensa realizada hoje (5/9), a Lenovo não confirma o valor e diz que não irá revelar o montante pago pela CCE.

Em abril de 2010, a agência de notícias chinesa Xinhua chegou a informar que a Lenovo havia comprado a Positivo Informática, a maior fabricante de PCs no Brasil. Na época, as ações da Positivo dispararam na Bovespa. Porém, ambas desmentiram o fato.

A Lenovo já tinha feito uma oferta à Positivo no final de 2008. Naquela ocasião, a fabricante brasileira também desmentiu os rumores de que havia uma negociação. A Positivo publicou um comunicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), informando ter negado a oferta de 18 reais por ação da indústria chinesa, totalizando 1,6 bilhão de reais pela companhia. 

Planos para o Brasil

A Lenovo tem planos agressivos para Brasil. A companhia anunciou no começo de julho investimentos da ordem de 30 milhões de dólares na construção de uma fábrica e um centro de distribuição em Itú, interior de São Paulo. De acordo com a empresa, a unidade será responsável por produzir a sua linha completa de computadores comerciais e de consumo. 

A nova planta terá 325 mil metros quadrados e deverá entrar em operação em dezembro deste ano e gerar até 700 empregos quando a unidade alcançar a capacidade máxima de produção, o que deve acontecer em até dois anos.

O objetivo da companhia com a unidade é estabelecer um modelo de negócios mais integrado no Brasil, segundo informou Dan Stone, vice-presidente da Lenovo e recém-nomeado como presidente das operações da companhia no País. Ele destacou que a nova fábrica tem a meta de dobrar o volume de negócios no mercado brasileiro de PCs.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail