Home > Notícias

“Lista negra” do Procon de SP já inclui mais de 300 sites

Apenas neste ano mais de 100 estabelecimentos foram adicionados à lista daqueles que devem ser evitados pelo consumidor. Muitos deles não possuem nem CNPJ.

Da Redação

28/10/2013 às 14h42

Foto:

O final de ano está chegando e nunca é demais ficar de olho bem aberto ao fazer compras para o Natal em lojas on-line. O Procon-SP atualizou recentemente sua “lista negra”, que já conta com 323 sites não recomendados pelo órgão.

Apenas em 2013, o órgão de defesa do consumidor adicionou à lista cerca de 100 estabelecimentos que receberam reclamações diversas de usuários e foram considerados impróprias para operação, devendo ser evitados pelos consumidores.

Vale notar que a lista traz lojas adicionadas nos últimos dois anos e que muitas delas já estão fora do ar. Em pesquisa rápida pela relação também é possível verificar um bom número de estabelecimentos que sequer possuem o CNPJ.

Além de ficar de olho em sites como Reclame Aqui e redes sociais, e acessar regularmente essa lista do Procon-SP, o consumidor deve desconfiar de preços muito baixos e locais que tenham pagamento à vista via boleto como única forma de pagamento.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail