Home > Notícias

Loja de aplicativos móveis da MS adota modelo de receita da Apple

Microsoft copia divisão de receita da Apple e, em referência direta à rival, promete transparência e liberdade a desenvolvedores.

Redação do IDG Now!

11/03/2009 às 12h29

Foto:

A Microsoft revelou nesta quarta-feira (11/03) como desenvolvedores poderão oferecer e lucrar com aplicativos para o Windows Mobile dentro do Windows Marketplace for Mobile. A loja de aplicativos, feita nos moldes da App Store, da Apple, exigirá o pagamento anual de 99 dólares para filiação com direito à publicação de cinco softwares.

Desenvolvedores poderão definir o preço que quiserem dos aplicativos e ganharão 70% da receita gerada pela venda do software, mesma divisão praticada pela Apple.

A iniciativa da Microsoft, porém, mostra uma liberdade potencial maior que a permitida pela concorrente, que já tirou do ar aplicativos com preços exorbitantes, como o polêmico "I´m rich" que custava 999 dólares e não tinha função prática alguma.

A Microsoft promete transparência e agilidade no processo de aprovação de aplicativos.

Oficializado durante o Mobile World Congress 2009, que acontece em fevereiro em Barcelona, o Windows Marketplace for Mobile é uma maneira da Microsoft tentar alavancar a popularidade do Windows Mobile 6.5, oficializado simultaneamente.

O novo sistema operacional móvel se beneficiará do SDK para Windows Mobile 6 já disponível para que desenvolvedores criem aplicativos e, entre suas novas funções, é mais amigável para aplicativos de terceiros, seguindo os passos do iPhone e sua App Store.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail