Home > Notícias

Luxpro acusa Apple de monopólio no mercado de players de MP3

Fabricante que já lançou player parecido com iPod Shuffle processa Apple alegando o uso de táticas injustas contra rivais.

Macworld/EUA

16/10/2008 às 17h10

Foto:

A fabricante taiwanesa Luxpro iniciou um processo contra a Apple, alegando que a empresa domina o mercado de tocadores MP3 com seu comportamento 'monopolizador'.

A Corte Distrital do Oeste de Arkansas, nos Estados Unidos, registra o processo que alega que a “Apple tentou eliminar os rivais de várias formas” e que “usou táticas injustas repetidamente contra fabricantes menores”.

Em 2005, a Luxpro mostrou um novo produto na feira de tecnologia CeBit, o player Super Shuffle. Devido ao fato de ele ser parecido demais com o iPod Shuffle, a Apple entrou com uma imposição judicial contra o produto - e ganhou. O tocador foi relançado com o nome Super Tangent.

“A Apple alegou semelhanças entre o nosso tocador e o iPod Shuffle e conseguiu uma ordem preliminar para proibir a Luxpro de fabricar, distribuir e divulgar todos os seus players de MP3”, diz o processo.

A Luxpro ganhou o caso após um apelo judicial, ganhando 100 milhões de dólares da Apple. Mesmo assim, a empresa diz que a “Apple usou de estratégias ilegais levando a empresa a perder oportunidades valiosas de marketing e um volume considerável de pedidos dos produtos”.

Além disso, a Luxpro argumenta que a Apple pressionou seus parceiros para que eles parassem de negociar com a fabricante taiwanesa.

O objetivo do processo é iniciar um julgamento para punir a Apple e deter outras empresas de conduta similar.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail