Home > Notícias

MacBook Pro de 17″: O que tem de diferente na bateria?

A bateria do novo portátil da Apple promete fazer mais e melhor do que os modelos anteriores - e levanta polêmica por conta disso.

Macworld/EUA

19/01/2009 às 11h39

Foto:

Quando Phil Schiller, vice-presidente de marketing da Apple, anunciou o novo MacBook Pro de 17" na Macworld Expo, passou um bom tempo falando sobre a bateria do portátil. Garantindo que "vamos entregar a bateria de maior duração de todos os tempos", ele até mostrou um vídeo com os desafios de criar uma bateria melhor sem ocupar mais espaço ou pesar mais que os modelos anteriores.

Segundo a Apple, a bateria de polímero de lítio do MacBook pro usa folhas de polímeros plásticos que podem ser moldadas em qualquer formato, ocupando menos espaço do que uma bateria de íons de lítio tradicional (que tipicamente usa células cilíndricas). Isso a torna plana e mais fina, resultando em uma bateria que dura até oito horas e tem a propriedade de reter 80% da sua capacidade original depois de 1.000 ciclos de carga. Além disso, sua vida útil é de mais de cinco anos.

"De um ponto de vista de negócios, é algo ótimo pois você aproveita uma melhoria no design", disse Gene Munster, analista sênior do banco de investimentos Piper Jaffray.

A bateria também utiliza uma tecnologia de "carga adaptável". Aqui, a voltagem do notebook muda, e em vez de recarregar a bateria a uma voltagem consistente (o que ajuda a degradar as células da bateria), ela incorpora um chip em cada bateria que informa qual voltagem é necessária. Uma vez que isso é acertado, o sistema ajusta a voltagem, ampliando a vida das células.

O outro resultado da engenharia da Apple é que, diferente de outros modelos de MacBook e MacBook Pro de 15", a bateria do MacBook Pro de 17" não é fácil de remover ou pode ser substituída pelo usuário. Para trocar a bateria, é preciso levar a uma assistência técnica autorizada da Apple. Nos EUA, depois do fim do período da garantia de um ano, a Apple vai cobrar 179 dólares pelo processo.

Munster diz que a bateria fixa não é um problema. Ele nota que a Apple já fez isso com o iPod e com o MacBook Air, e o conceito de não ter uma bateria removível é mais assustador que a realidade. "Quando o iPod foi lançado, muita gente achou que era uma maluquice. Hoje é o padrão", afirma Munster. "Essa é a direção e tem sentido".

O analista prevê ainda que, nos próximos anos, todos os notebooks da Apple irão incorporar a nova tecnologia de baterias, com impacto limitado nos consumidores. "Se você diz que dura oito horas, vai chegar a seis, provavelmente. E esse período cobre 95% das viagens aéreas por executivos". Ele reconhece que algumas pessoas precisam de múltiplas baterias, mas é um segmento muito pequeno de mercado.

Kylie Wiens, dono do site de instruções de upgrade para Macs e iPods, tem um diferente ponto de vista sobre a mudança da bateria. "Se é seu aparelho, você deve ser capaz de fazer o que quiser com ele". Wiens disse que viu o MacBook Pro de 17" aberto na Macworld Expo e percebeu que a bateria é bem similar à usada no MacBook Air - que ele considera fácil de trocar. "Qualquer um vai poder fazer isso, basta ter uma chave de fenda".

O MacBook Pro de 17" chega ao Brasil em fevereiro, junto com o pacote iLife'09 e iWork'09.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail