Home > Notícias

Maior fabricante indiana de celulares chega ao mercado brasileiro

Micromax promete investimentos iniciais de R$ 20 milhões; primeiros modelos estarão disponíveis este mês

Renato Rodrigues, do IDG Now!

09/08/2011 às 12h01

Foto:

A Micromax, maior fabricante de
celulares da Índia, anunciou nesta terça (9) a chegada ao mercado brasileiro,
com investimentos iniciais em torno de R$ 20 milhões.

Os primeiros modelos da empresa asiática
têm foco no público de 18 a 35 anos, com recursos como dual chip e uma “bateria
de maratona”, que promete autonomia de até 12 dias.  

Na Índia, a Micromax tem 10% do mercado (terceiro lugar), e um portfólio com mais de 50 produtos, que incluem de telefones básicos a smartphones Android e
roteadores 3G/Wi-Fi. Com uma média de lançamento de três aparelhos ao mês, a
fabricante vende mais de 1 milhão de unidades mensalmente. Ao todo, no mercado indiano são vendidos 130 milhões de telefones por ano.

Os primeiros três modelos chegam já
no dia 15 deste mês, diz a fabricante, que promete mais quatro para outubro. A distribuição
dos produtos no mercado brasileiro fica a cargo da Cimel (do grupo Nage). O mercado do Nordeste
será o primeiro a receber os telefones indianos, que depois serão distribuídos
no restante do país. 
Todos os aparelhos da fabricante aceitam dois SIMs (dual chip).

No varejo
De acordo com Mauro Federici,
country manager da Micromax no Brasil, a expectativa é atingir um milhão de
aparelhos vendidos no primeiro ano de atuação no país (1,5 milhão no segundo ano) e estar entre os tops do
mercado em 24 meses. “Até o final do ano já estaremos em grandes varejistas por
todo o país. Estamos muito otimistas quanto à receptividade do mercado brasileiro.
Nossos planos incluem uma variedade de smartphones Androids, aparelhos focados em música
e outros que se destacam pela inovação e design
”, diz o executivo.

A Micromax chega ao mercado local
prometendo um marketing agressivo. Para isso, a companhia escolheu Sabrina Sato como a garota propaganda da marca, em campanhas
e ações para jornais, revistas, outdoors, internet e pontos de vendas. 

"Para concorrer com marcas estabelecidas no país, nossos aparelhos terão sempre um diferencial naquela faixa de preço, além disso nosso marketing será bem forte", disse Federici.

Segundo Mauro, a empresa tem planos de fabricação no Brasil, mas isso depende do desempenho no mercado. "A partir de setembro teremos alguma posição mais completa", diz.

Primeiros
modelos

Q55 Também conhecido como Bling, é focado no público feminino. Tem teclas cravejados com brilhantes de zircônia Swarovski, espelho na parte de trás, caixas de som Yamaha, rádio, MP3 e acesso rápido a redes sociais. Custa R$ 449

X225 Promete “bateria de maratona”, com 12 dias em standby. Também
tem
rádio FM, MP3 e alto-falantes especiais. R$ 159.

X114 Aparelho mais básico, com rádio FM com gravador, MP3 e lanterna LED. Custará R$ 119.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail