Mais impressões do Galaxy Fold: surpreendente, mas vinco na tela preocupa

Imprensa estrangeira conta o que achou do dispositivo da Samsung, que chegará às lojas dos EUA no dia 26 de abril por quase US$ 2 mil

Foto: Pocket-lint
https://pcworld.com.br/mais-impressoes-do-galaxy-fold-surpreendente-mas-vinco-na-tela-preocupa/
Clique para copiar

Em menos de duas semanas, usuários nos Estados Unidos poderão entrar em algumas lojas e comprar um Galaxy Fold pelo preço estonteante de US$ 1.980. Agora, sabemos um pouco mais sobre o que você vai receber pelo seu dinheiro – e pode ser difícil para algumas pessoas ignorarem o tão comentado vinco na parte frontal da tela.

A Samsung permitiu que um grupo de jornalistas tivesse acesso exclusivo ao Galaxy Fold, e as impressões foram bastante unânimes: o Galaxy Fold é certamente legal, mas não sem suas falhas. Os jornalistas saíram impressionados com o dispositivo como produto de primeira geração, com Brian Heater, do TechCrunch, chamando-o de “uma primeira tomada bastante sólida em um novo paradigma de smartphone”, e Jessica Dolcourt, do CNET, dizendo que o Fold “parece sólido e surpreendentemente premium”.

No entanto, está longe de ser perfeito, e o vinco vertical no meio do display ganhou a maior parte das críticas. Por exemplo, Geoffrey A. Fowler, do The Washington Post, disse que, embora ele pudesse “fazer as pazes com o vinco”, comparou-o com a prega visível em uma calça de poliéster. Dieter Bohn, que escreve para o The Verge, teve uma experiência semelhante, dizendo “você pode ver o vinco de um ângulo, mas ele desaparece quando você está olhando-o de frente”.

Contudo, enquanto ele também se ajustou a isso após um curto período de tempo, Bohn observou que ele também podia “sentir o vinco, o que é um pouco desconcertante”. Dolcourt concordou, dizendo que podia “sentir o mecanismo de dobradiça embaixo” enquanto pressionava a tela, mas não percebeu quando "deslizava levemente".

Porém, como escreve Fowler, o vinco “não atrapalha a leitura de uma história ou a exibição de um vídeo, e geralmente desaparece quando a tela é iluminada”. O entalhe, por outro lado, é outra história. Bohn disse que o notch definitivamente “atrapalha às vezes”, observando que os vídeos do YouTube foram cortados quando em tela cheia.

Ainda assim, a Samsung prestou muita atenção à maneira como o sistema operacional funciona no Fold. A Samsung diz que você pode abrir três aplicativos ao mesmo tempo no aparelho, mas o suporte é limitado para a nova interface do usuário. Mesmo aplicativos otimizados para o Fold, como o Netflix, podem ter problemas, como Fowler viu quando tentou abrir um aplicativo ao lado do Netflix e ele abriu “diretamente no meio da tela”. Bohn chamou o software de “surpreendentemente aceitável”, considerando a longa história de problemas do Android em matéria de aplicativo e interface do usuário.

A Samsung também divulgou mais sobre as especificações do telefone, que é semelhante ao Galaxy S10 +:

  • Processador: Snapdragon 855
  • Memória RAM: 12 GB
  • Armazenamento interno: 512GB
  • Câmera frontal: 10 MP
  • Câmeras internas: 10 MP + 8 MP de profundidade 3D
  • Câmeras traseiras: angular de 12 MP + ultra grande angular de 16 MP + teleobjetiva de 12 MP
  • Bateria: 4.380 mAh

Foi perto, mas não o bastante

Em termos de design, o Fold é mais um tablet dobrável que um telefone, de acordo com as impressões. Com 9.3 onças, é um pouco mais pesado do que a maioria dos smartphones e, com a espessura de dois smartphones, vai precisar de um bolso espaçoso para se sentir confortável. No entanto, Heater observou que é “surpreendentemente fino” quando aberto, e Lauren Goode da Wired também foi capaz de usá-lo com uma mão quando o abriu seus completos 7.3 polegadas, embora ela “provavelmente não iria querer ficar assim por um longo período de tempo”.

A abertura para o modo tablet é quando o Galaxy Fold impressiona mais. Como Goode escreveu, a dobradiça da Samsung é excelente no Fold e facilmente seu melhor recurso: “Desdobrar o Galaxy Fold é a parte que valeu a pena. É quando se transforma em um mini tablet de 7.3 polegadas. Quando você desdobra, ele faz som que não é bem um clique. É como ouvir uma porta ranger debaixo d'água ou ouvir uma articulação artrítica em seu próprio corpo. É viciante. Fechar o telefone produz novamente mais de um estalo definitivo”.

E é basicamente por isso que alguém estaria disposto a gastar mais de dois mil dólares pelo privilégio de possuir o Fold. Apesar de todos estarem encantados com o Fold, nenhum dos jornalistas que o testou estava disposto a comprar um, mesmo com um par de Galaxy Buds e um estojo à prova de bala na caixa. Como Bohn resumiu: “Ainda há muitas razões para rejeitar o Galaxy Fold, especialmente a um preço de US$ 1.980”.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site