Home > Notícias

Mashups usam mapas online para rastrear avanço da gripe suína

Criados por blogueiros e jornais, ele mostram onde a doença já chegou, número de infectados e de novos casos suspeitos.

Redação do IDG Now!

27/04/2009 às 13h06

Foto:

Mapas customizados a partir de populares serviços online estão servindo de ferramenta para mapear o avanço da gripe suína, detectada inicialmente no México no final de março.

Mashups criados tanto por usuários como por organizações de notícias atualizam as ocorrências confirmadas, as mortes e as suspeitas de novas vítimas da doença, que já chegou comprovadamente aos Estados Unidos, Canadá e Espanha.

Com menos de uma semana no ar, o "H1N1 Swine Flu My Map", criado pelo usuário Niman do Google Maps, usa marcadores roxos para indicar casos confirmados da doença - se a marcação tiver uma bolinha preta no certo, trata-se de uma morte. Já marcadores na cor rosa mostram casos suspeitos - o mapa atual mostra que França, Inglaterra e Itália, além de Israel, têm casos suspeitos de contaminação pelo vírus.

Em estilo parecido, o "2009 Swine Flu Outbreak Map", criado pelos responsáveis pelo blog Pandemic Flu Watch, usa dorsos estilizados em preto (mortes) e em vermelho (infecções confirmadas). Símbolos com pontos de interrogação indicam suspeitas, enquanto marcadores em roxo ilustram alarmes falsos.

Feito também no Google Maps, o Mapa de Influenza se concentra no México e indica regiões de contágios com cruzes vermelhas e óbitos confirmados pela gripe suína com velas acesas.

Já o tradicional jornal britânico The Guardian montou uma linha do tempo em Flash exemplificando desde as primeiras suspeitas de gripe suína na região de San Luis Potosi à confirmação do primeiro caso na Europa, divulgado pelo governo espanhol nesta segunda-feira (27/04).

O jornal também montou uma planilha online dentro do Google Docs para catalogaro número de suspeitas, confirmações e mortes regionalmente.

Causada pelo vírus influenza A, conhecido também como H1N1, a gripe suína apresenta sintomas similares à gripe normal, como febre, tosse, dor de cabeça e muscular e vômito. No México, as suspeitas de mortes pela doença já passam dos 100 casos - o governo mexicano confirmou apenas 22 deles.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail