Home > Notícias

McAfee incorpora cloud computing ao antivírus

Com a tecnologia Artemis, a empresa pretende reduzir o tempo de identificação de novas ameaças para minutos ou mesmo segundos

Daniel dos Santos

11/09/2008 às 15h31

Foto:

As pragas virtuais estão cada vez mais sofisticadas, o que exige da indústria de soluções de segurança respostas mais rápidas. Segundo dados da McAfee, de 2007 para 2008 haverá um crescimento de 300% no volume de ameaças virtuais identificadas. Só no primeiro semestre do ano, a incidência já superou os anos de 2006 e 2007 somados. Com isso, a companhia acredita que os criadores de vírus gerem mais 800 mil pragas virtuais em 2008.

Por conta disso, a McAfee vai incorporar à sua linha de programas de proteção a tecnologia Artemis, que utiliza um conceito muito abordado no momento na área de TI: a cloud computing (computação em nuvem). “Artemis não é um produto novo, mas sim uma nova característica que será acrescentada à nossa linha”, ressalta José Matias Neto, gerente de suporte da McAfee para a América Latina.

Segundo ele, com a nova tecnologia (que transfere automaticamente via internet para os servidores da McAfee o trabalho de verificação de arquivos suspeitos) será possível baixar o tempo atual de criação de arquivos de identificação de novas pragas (que atualmente leva até 72 horas) para minutos ou mesmo segundos.

Ela será incorporada aos produtos da McAfee a partir de setembro, utilizada em soluções como o VirusScan Enterprise (mercado corporativo), VirusScan Plus 2009 (usuário doméstico) e Total Protection Service (para pequenas e médias empresas). Quem já possui os produtos e tem licença válida para o período de implementação da Artemis terá a atualização garantida, sem custo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail