Home > Notícias

Médicos usam iPhone para acelerar diagnóstico de doenças

Estudo da Radiological Society of North America mostra que celular permite que os especialistas avaliem remotamente exames em alta resolução

Redação da Macworld Brasil

30/11/2009 às 9h47

Foto:

O celular pode ser uma arma importante para acelerar o diagnóstico de doenças graves. É o que mostra um estudo divulgado  hoje (30/11), pela Radiological Society of North America (RSNA), durante o seu congresso anual.

Segundo a instituição de radiologia, os profissionais da área podem diagnosticar casos graves de apendicite mesmo estando a centenas de quilômetros de um hospital, com o uso de um handheld ou smartphone equipado com o software OsiriX Mobile. Para isso, bastar acessar o equipamento e visualizar os exames feitos, com imagens em alta resolução.

Para comprovar essa teoria, a Universidade da Virginia, nos Estados Unidos, realizou exames de tomografia computadorizada em 25 pacientes com dores no abdome. Os dados (criptografados) foram submetidos a cinco especialistas com uso de iPhones 3GS com o software de visualizacão instalado. Segundo os especialistas, 99% dos casos foram identificados corretamente, em um universo de 75 interpretações.

A apendicite aguda é uma inflamação do apêndice que exige intervenção médica com rapidez, pois requer a remoção do órgão. Segundo a RSNA, um paciente que chega com os sintomas é encaminhado para exames que incluem uma tomografia.

Se um radiologista não está disponível imediatamente para interpretar a tomografia, o diagnóstico é postergado, o que aumenta os riscos para o paciente. Nesse ponto, o envio para o celular do médico acelera o processo, pois ele recebe o arquivos com qualidade pelo telefone.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail