Home > Notícias

Medo das operadoras de TV a cabo emperra acordo com Apple, diz jornal

Segundo Wall Street Journal, companhia de Cupertino mantém conversas com empresas do ramo e pode estar preparando aparelho set-top-box para transmitir programação ao vivo.

Da Redação

16/08/2012 às 11h57

Foto:

A Apple têm conversado com operadoras de TV a cabo dos EUA sobre a possibilidade de permitir que os consumidores utilizem um aparelho da empresa com funcionalidade set-top-box para assistir a televisão ao vivo e acessar outros conteúdos, informa o jornal norte-americano Wall Street Journal.

Rumores de que a Apple está tentando dominar a sala de estar ao “quebrar” o mercado de televisão circulam há vários anos. O WSJ sugere que as conversas com as operadoras de TV a cabo poderiam ser para uma nova versão da atual Apple TV (R$399 no Brasil), que permite aos usuários assistirem a filmes comprados pelo iTunes, fazer streaming via web, ver conteúdo do Netflix e mais, ou “uma caixa mais sofisticada”.

“Duas pessoas com conhecimento do assunto disseram que a tecnologia envolvida no processo poderia no final ser empregada em uma televisão”, revela o WSJ. “A Apple trabalhou em protótipos para aparelhos de TV no passado, segundo pessoas próximas dos projetos.”

A reportagem cita “pessoas com conhecimento do assunto”, que disseram que as conversas da Apple com as empresas ainda não resultaram em um acordo. O WSJ aponta que a razão para isso pode ser por causa da “relutância das operadoras em permitir que a Apple estabeleça uma base no setor televisivo.”

As operadoras estão preocupadas que a Apple tome controle do mercado de televisão, e sejam cobradas pela demanda da Apple por uma taxa de 30%. Outro problema é que as companhias de entretenimento são donas da maior parte do conteúdo, não as operadoras, disseram duas fontes ao WSJ.

appletvinteligente01

As companhias de mídia e distribuidoras de televisão possuem mais chances de deixar a Apple entrar no mercado televisivo se a Apple convencer os provedores de conteúdo existentes a “casar” seus serviços com o hardware da Apple, como já foi feito com o iPhone, afirma o jornal.

A publicação também alega que a Apple vai enfrentar o desafio de convencer os consumidores a gastarem centenas de dólares pela set-top-box, em vez de alugar de fornecedoras como Virgin ou Sky.

Além disso, um porta-voz da Apple se recusou a comentar ao jornal o que chamou de “rumores e especulações” sobre a Apple TV.

O interesse de Steve Jobs no mercado de TV foi revelado na biografia autorizada sobre o cofundador da Apple escrita por Walter Isaacson. Segundo a obra, o executivo “queria muito fazer pela televisão o que já havia feito pelos computadores, tocadores de música, e telefones: torná-la simples e elegante”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail