Memorial de Jobs é retirado na Rússia após Tim Cook assumir ser gay

Grupo responsável pelo monumento, que tinha o formato de um iPhone, afirmou que "propaganda gay" é proibida no país.

Foto:
https://pcworld.com.br/memorial-de-jobs-e-retirado-na-russia-apos-tim-cook-assumir-ser-gay/
Clique para copiar

Um memorial feito em homenagem ao cofundador da Apple, Steve Jobs, foi desmontado na Rússia após o seu sucessor, Tim Cook, assumir publicamente ser gay na semana passada.

De acordo com informações da Reuters, o monumento que não existe mais tinha dois metros de altura e o formato de um iPhone – a homenagem estava erguida na universidade de São Petersburgo desde janeiro de 2013. 

Segundo o grupo responsável pelo monumento,  chamado ZEFS, a retirada aconteceu justamente por causa da carta publicada por Cook na semana passada em que ele dizia “ter orgulho” de ser gay. 

“Na Rússia, a propaganda gay e de outras perversões sexuais entre minorias é proibida por lei”, afirmou o ZEFS, tentando justificar a decisão dizendo que o memorial estava “em uma área de acesso direto para jovens estudantes”.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site