Home > Notícias

Mensagens instantâneas móveis canibaliza SMS e até o e-mail

Estumo mostra que as mensagens instantâneas pelo celular devem se tornar o meio de comunicação mais popular do planeta.

Redação do IDG Now!

28/04/2008 às 14h53

Foto:

Estudo divulgado pela TNS Global Telecoms Insight aponta que o uso de mensageiros instantâneos pelo celular deverá canibalizar as altas taxas atuais de uso de SMSs e e-mails, se tornando o meio de comunicação escrita mais popular do planeta.

O estudo afirma que 61% dos 17 mil usuários de celular em 30 países participantes já usam seus aparelhos para trocar mensagens e escrever SMSs, contra apenas 51% dos que se dedicam apenas à segunda atividade. Apenas 12% dos entrevistados afirmaram usar apenas e-mail no celular.

A tendência já transparece entre usuários que contam com celulares capazes de rodar mensageiros instantâneos e, segundo a consultoria, a ascensão real dos mensageiros móveis, que já atingem 8% dos usuários mundiais, deverá acontecer com a penetração de celulares mais potentes.

O número de SMSs enviados entre pessoas que usam mensagens instantâneas no celular cai 15 pontos percentuais em comparação à média de uso das mensagens de texto nos aparelhos. Usuários deste grupo enviam cerca de 36 % de suas mensagens instantâneas a partir dos seus celulares.

O uso dos softwares é surpreendentemente maior em mercados em desenvolvimento, com Hong Kong liderando a relação de usuários com mensageiros no celular, com 23%, seguido por China (16%), Índia (15%) e Brasil (10%).

"Onde as operadoras lucraram muito com os SMSs, eles enfrentam um desafio real para seus negócios. Com o crescimento de funções para internet em celulares e o grande apelo do mercado de mensageiros móveis, as operadoras não terão escolha a não ser promovê-los mais amplamente", afirma o diretor de tecnologia global da TNS, Matthew Froggatt.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail