Home > Notícias

Mercado de aparelhos celulares pode encolher em 2009, diz iSuppli

Empresa diz que consumidores vão adiar compras de aparelhos e vendas entre 2009 e 2012 terão queda de 753 milhões de unidades.

IDG News Service/Japão

03/12/2008 às 9h53

Foto:

O mercado global de celulares se contrairá no próximo ano devido ao novo comportamento dos consumidores em relação a seus aparelhos no período de economia difícil, disse a iSuppli nesta quarta-feira (03/12).

A empresa de pesquisa de mercado reviu para baixo sua previsão mundial para celulares e disse que espera que as vendas de aparelhos em 2009 seja de 1,22 bilhões de unidades, uma queda de 6% em relação à previsão de 2008, de 1,29 bilhões. A previsão de 2008 ainda é menor que a previsão original do iSuppli, de 1,31 bilhão de telefones.

Ao revisar para baixo seus números, o iSuppli se junta aos demais pesquisas, como a do Gartner e a do fabricante Nokia, que também esperam um enfraquecimento no mercado em 2009.

A partir de 2010, o mercado espera retomar seu crescimento, mas as vendas não devem ultrapassar os níveis deste ano até 2010, afirma a iSuppli.

É claro que previsões de médio prazo são difíceis de fazer, tanto nos melhores tempos quanto no atual clima econômico, que prevê a situação do mercado no ano que vem como um grande desafio. Até dois meses atrás, o iSuppli não previa nada além de crescimento estável para o mercado ao menos pelos próximos anos. Porém, veio a crise do crédito, os mercados de ações caindo e os consumidores começando a rever cuidadosamente seus planos de compras.

No total, a iSuppli espera uma venda de 5,5 bilhões de celulares entre 2009 e 2012, uma queda de 753 milhões em relação à previsão anterior para o período de quatro anos.

A desaceleração econômica não vai impedir cerca de 500 milhões de consumidores de assinarem serviços móveis em 2009, mas muito deste crescimento se espera vir de mercados emergentes, onde os salários são mais baixos e equipamentos de baixo custo e mais simples têm provavelmente vendas melhores que os smartphones mais ricos em recursos.

"Os segmentos de celulares mais baratos e smartphones serão conduzidos pelos assinantes existentes que estão atualizando seus aparelhos para aproveitar os novos recursos e serviços de dados. Com a deterioração da economia, tais consumidores estão adiando suas compras", disse a iSuppli em um comunicado.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail