Home > Notícias

Mercado nacional de PCs fecha o ano com crescimento reduzido

País fechará o ano com a venda de 15,3 milhões de micros, aumento de apenas 9% ante 17% em 2010.

Edileuza Soares, da Computerworld

08/12/2011 às 15h12

Foto:

O mercado brasileiro de PCs desacelerou em 2011 e fechará o ano com a venda de 15,3 milhões de unidades, com taxa de crescimento de 9% em comparação com as 14 milhões de máquinas em 2010. Esse aumento ficou bem abaixo dos 17% registrados no ano passado e desagradou os fabricantes, que esperavam um desempenho melhor do setor.

Os dados fazem parte do estudo “Comportamento da Indústria Elétrica e Eletrônica – Ano 2011 e projeções para 2012”, divulgado na manhã desta quinta-feira (08/12), pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Pelos dados da Abinee, com exceção de 2009, quando o mercado brasileiro de PC fechou com o mesmo volume de vendas de 2008, o aumento de 9% registrado em 2011 foi o menor desde 2004.

Na avaliação de Hugo Valério, diretor de informática da Abinee, a retração do mercado de PC no Brasil em 2011 pode ser atribuída à soma de alguns fatores. Um deles é o aumento do dólar, que acabou impactando no volume de vendas. As mudanças tecnológicas e o interesse dos consumidores pelos tablets também contribuíram para redução da demanda.

De acordo com a pesquisa, do total de computadores vendidos no Brasil neste ano será de 9,025 milhões de notebooks e os 6,275 milhões de desktops. A Abinee não contabilizou nesses números a comercialização de tablets, em razão de a maior parte desses portáteis ofertados no mercado local ter entrado no País via importação.

Desse total, 74% das vendas foram de equipamentos legalizados e 26% adquiridos no mercado cinza. Segundo a entidade, a comercialização de máquinas no mercado paralelo subiu 2% em 2010, quando as vendas oficiais representaram 76% das entregas de computadores no Brasil.

Com base nos resultados de 2001, as previsões da indústria de PC para 2012 não são muito otimistas. A taxa de crescimento projetada pela Abinee é de 9%, com a venda de 16,7 milhões de máquinas.

 

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail