Home > Notícias

Metade dos iPads vendidos na China é ilegal

Para analista de consultoria, preços altos cobrados pela Apple e demora em lançar versão 3G do tablet no país ajudaram o crescimento do chamado "mercado cinza"

IDG News Service / EUA

11/10/2011 às 9h21

Foto:

Tablet mais vendido também na China, o iPad tem nada menos que metade de suas vendas gerada nesse país de forma ilegal, segundo a empresa de pesquisas de Pequim Analysys International.

No 2º trimestre deste ano, 1,07 milhão de iPads, incluindo modelos da primeira e segunda geração, foram vendidos na China, de acordo com a consultoria. Mas 49% desses aparelhos foram comercializados no chamado “mercado cinza”, com  produtos comprados em outros países e então revendidos por comerciantes locais, sem os devidos impostos.

O alto número de vendas do iPad de forma ilegal é causa em parte porque os consumidores chineses querem comprar a versão 3G do aparelho, afirma o analista da Analysys, Sun Peilin. Na China, a Apple só começou a vender oficialmente as versões 3G do aparelho em setembro deste ano, seis meses depois de terem sido lançadas nos EUA.

ipad2handson01.jpg

iPad: contrabando tem metade do mercado na China

Os consumidores chineses geralmente precisam esperar por meses antes que os produtos mais novos da Apple cheguem ao país. Enquanto o iPhone 4S chega às lojas dos EUA esta semana, a companhia ainda não anunciou quando será feito o lançamento na China (assim como no Brasil).

O mercado cinza da China se aproveita dos atrasos de lançamentos, normalmente cobrando preços mais altos dos consumidores que querem ser os primeiros a terem o produto. No passado, os produtos da Apple já provaram ser tão populares que esgotaram os estoques dos vendedores oficiais, dando aos comerciantes do mercado "alternativo" mais uma chance de faturar, afirma Sun.

Outro fator que ajuda o mercado cinza local é que os produtos da Apple são mais baratos de comprar nos EUA do que na China. Nos EUA, o iPad 2 com 64 GB e 3G sai por 829 dólares, mas na China o mesmo aparelho custa quase 1.000 dólares.

A Apple já disse anteriormente que as diferenças de preço nos mercados são causados pelo valor das moedas e impostos dos governos locais. Mesmo com a Apple finalmente lançando a versão 3G do iPad na China, as vendas do aparelho no mercado cinza continuarão altas, aposta Sun.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail