Microsoft anuncia plano para zerar emissões de carbono até 2030

Empresa vai investir US$ 1 bilhão em fundo para inovações climáticas

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/microsoft-anuncia-plano-para-zerar-emissoes-de-carbono-ate-2030/
Clique para copiar

A Microsoft anunciou em seu blog oficial planos para combater o aquecimento global. A previsão da empresa é chegar em 2030 com as emissões de carbono “abaixo de zero”. A meta da gigante de Redmond é remover da atmosfera todo o carbono que emitiu desde sua fundação, nos próximos 30 anos.

Na publicação, a Microsoft enfatiza a necessidade do mundo zerar as emissões de carbono o mais rápido possível, até alcançarmos o ponto em que vamos remover mais carbono do ar do que emitimos todos os anos. 

A Microsoft anunciou a criação de um fundo com investimento de US$ 1 bilhão para incentivar inovações científicas que possam acelerar a redução da emissão de carbono assim como sua remoção da atmosfera.

Energia renovável

Na publicação, a Microsoft detalha que deve emitir em 2020 um total de 16 milhões de toneladas métricas de carbono: 100 mil via atividades diretas, 4 milhões via atividades indiretas, como geração de eletricidade e calor e 12 milhões de toneladas métricas de carbono por todas as atividades envolvidas em seus negócios, desde viagens aéreas e o ciclo de vida e energia consumida pelos produtos.

Para alcançar suas metas de emissão de carbono, 100% das centrais de dados, prédios e campus da Microsoft passarão a operar com energia renovável até 2025. Em seguida, será a vez dos veículos da empresa, que serão substituídos por carros elétricos até 2030.

Entre outras iniciativas, estão previstos incentivos para reduzir a emissão de carbono em toda a cadeia de fornecedores da empresa, que vai atuar como porta-voz para políticas públicas voltadas para o tema, incluindo suporte para pesquisas, remoção de regulações contra tecnologias de remoção de carbono e medidas para que os consumidores sejam melhor informados sobre o impacto das emissões de carbono dos produtos que compram.

“Não será fácil para a Microsoft reduzir as emissões de carbono para o negativo até 2030”, conclui o post no blog oficial da empresa. “Mas acreditamos que é o objetivo correto. E com comprometimento, é um objetivo alcançável”.

tags

Relacionadas

Microsoft oferece cursos gratuitos online sobre TI e programação

E com direito a certificado

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site