Home > Notícias

Microsoft confirma a construção de dois novos data centers

Unidades serão construídas em Dublin (Irlanda) e Chicago (EUA) e darão suporte ao site de buscas Bing e ao sistema operacional Azure

IDG News Service, EUA

30/06/2009 às 11h09

Foto:

Depois de adiar o desenvolvimento de um data center e perder dois executivos de alto nível de sua unidade de data centers, a Microsoft anunciou nesta terça-feira (30/6) que vai inaugurar duas novas instalações em Dublin (Irlanda) e Chicago (EUA). Os dois novos data centers vão suportar serviços como o site de buscas Bing e a plataforma de computação em nuvem Azure.

O data center de Dublin começa a operar na próxima quarta-feira (01/7) e será o maior da Microsoft fora dos Estados Unidos. Ele ocupa uma área de cerca de 92 mil metros quadrados e usa ar externo para refrigeração, o que reduz o consumo de energia.

Já a unidade de Chicago será inaugurada no dia 20 de julho e será mais de duas vezes maior, ocupando uma área de cerca de 213 mil metros quadrados. Dois terços desta unidade poderão acomodar servidores em contêineres.

Em alguns data centers, a Microsoft tem utilizado contêineres que suportam de 1,8 mil a 2,5 mil servidores, o que reduz o consumo de energia, já que somente o contêiner pode ser resfriado, e não todo o data center.

As inaugurações acontecem depois de a companhia ter anunciado, no início do ano, que estava adiando a inauguração de um data center em Iowa. Parte deste movimento deve-se a descoberta de que o crescimento de serviços hospedados vinha sendo menor do que o projetado pela companhia.

No trimestre encerrado em março, as vendas da unidade de serviços online da Microsoft foram de 721 milhões de dólares, contra 843 milhões de dólares no mesmo período do ano passado.

Além da queda, a Microsoft também perdeu dois de seus mais conhecidos líderes da unidade de data centers. Em abril, Michael Manos, gerente geral da divisão de serviços de data centers, deixou a companhia para unir-se à Digital Realty Trust. No final do ano passado, James Hamilton, outro respeitado engenheiro, deixou a Microsoft e foi para a Amazon Web Services.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail