Home > Notícias

Microsoft diz que phishings são mais comuns que vírus de e-mail

Para empresa, esta é a forma encontra pelos malwares para driblar bloqueio imposto a anexos de mensagens eletrônicas.

IDG News Service/EUA

22/04/2008 às 18h05

Foto:

No último semestre de 2007 os crackers passaram a disseminar malwares por meio de sites em vez de e-mails com anexos, revelou o Microsoft Security Intelligence Report nesta terça-feira (22/04).

No período, o número de malwares removidos de máquinas com Windows foi 55% maior do que no primeiro semestre de 2007. A empresa ainda removeu um número 300% maior de cavalos-de-tróia, segundo o arquiteto do Malware Protection Center da Microsoft, Jimmy Kuo.

Série Segurança Digital:
> Diário de um vítima online
> Entenda o que são worms e vírus e proteja-se
> Aprenda a identificar um phishing
> Descubra como ignorar os spams
> Feche a guarda aos cavalos-de-tróia
> Saiba como desmascarar os rootkits
> Proteja-se dos softwares espiões

O salto para a web foi forçado porque os administradores de sistemas passaram a bloquear arquivos executáveis enviados por e-mail. Ou seja, a atitude forçou os crackers a enviarem phishings para induzir as vítimas a visitar sites maliciosos.

Kuo afirma que ainda há sistemas infectados, apesar de poucos usuários reportarem casos. Em média, a Microsoft removeu malwares de um em cada 123 computadores verificados no período. O Japão foi o país menos infectado, com malwares encontrados em apenas uma a cada 685 máquinas.

Segundo o relatório, o adware é o tipo de software malicioso mais comumente encontrado - no segundo semestre de 2007, foram detectados 34,3 milhões destes malwares.

Além disso, a maioria (de 75% a 80%) dos phishings rastreados pela Microsoft estavam em inglês, e este tipo de golpe está se movendo de e-mails para redes sociais.

A Microsoft baseia sua conclusão em cerca de 450 milhões de computadores que rodam a ferramenta Microsoft Malicious Software Removal Tool, que vem com o Windows.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail