Home > Notícias

Microsoft e Adobe discutem estratégias conjuntas de combate à Apple

Segundo fontes do The New York Times, os executivos Steve Ballmer e Shantanu Narayen se reuniram para discutir formas de enfrentar a companhia de Steve Jobs

IDG News Service

08/10/2010 às 8h38

Foto:

Os CEOs da Microsoft e Adobe se reuniram recentemente para discutir a melhor forma de lidar com a concorrência da Apple e, possivelmente, sobre os interesses da fabricante do Windows em adquirir a desenvolvedora de softwares como Reader e Acrobat, relatou o jornal norte-americano The New York Times na última quinta-feira (6/10).

De acordo com a reportagem, que creditou apenas fontes anônimas, Steve Ballmer, CEO da Microsoft, se encontrou com Shantanu Narayen, o CEO da Adobe, para discutir "a Apple e seu controle no mercado de telefonia móvel, mas também como as duas empresas podem trabalhar em conjunto para enfrentá-la". 

A maior fabricante de sistema operacionais do mundo preferiu não comentar o caso. Já a Adobe reconheceu que a reunião entre Ballmer e Narayen realmente ocorreu. "As duas corporações compartilham milhões de clientes em todo o mundo e os CEOs se reúnem de tempos em tempos. No entanto, nós não comentamos publicamente sobre as datas ou os assuntos tratados", afirmou um comunicado.

À medida que a companhia de Steve Jobs ganha cada vez mais desenvolvedores e usuários para seus produtos como iPad ou iPhone, as duas corporações correm o risco de serem deixadas de lado no concorrido mercado de dispositivos móveis, atualmente, a plataforma mais interessante os para desenvolvedores de software. 

A Microsoft tentou e quase não conseguiu gerar entusiasmo para as versões anteriores do seu software de telefonia móvel, e a Adobe vive grande pressão depois que a Apple decidiu não permitir aplicativos que rodem Flash em seus aparelhos. "Ballmer e Narayen falaram sobre a proibição do Flash para iPad, iPod e iPhone", citou o Times.

Outro ponto de discussão é se a Microsoft deveria ou não comprar a Adobe definitivamente. Anteriormente, a negociação chegou a ser cogitada. No entanto, ela não se concretizou devido às preocupações antitruste, disse o Times. Com a empresa de Ballmer longe de ter a mesma força e participação de mercado, talvez agora haja uma oportunidade.

Tal acordo daria à Microsoft uma força muito maior junto aos desenvolvedores de Web, o que seria muito vantajoso na batalha contra a Apple.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail