Home > Notícias

Microsoft e Apple devem investir em velocidade e estabilidade em 2009

Em vez de investir em mais recursos ou visual novo, Windows e Mac OS X buscarão oferecer melhor desempenho aos usuários.

Pedro Marques, editor-assistente do IDG Now!

14/01/2009 às 22h46

Foto:

O Windows e o Mac OS X, os dois principais sistemas operacionais do mundo, passarão por reformulações importantes neste ano. Mas, ao contrário do que aconteceu em edições anteriores, a Microsoft e a Apple não estão preparando novidades no visual ou novos recursos para os usuários. Coincidentemente, as duas companhias estão trabalhando em versões mais rápidas e estáveis de seus principais aplicativos.

Tudo sobre o Windows 7
> 10 dicas sobre o beta do Windows 7
> Confira o preview do Windows 7
> Windows 7 vaza na internet
> Os 5 pilares do Windows 7
> 8 questões sobre o Windows 7
> Fotos: veja os novos recursos do Windows 7
> Bill Gates mostra Touch Wall
> A evolução do multi-touch

E por quê? Segundo a Microsoft, é isso o que os clientes querem.
De acordo com Ricardo Wagner, gerente de produtos Windows para usuários domésticos da Microsoft Brasil, o direcionamento partiu de algumas pesquisas de opinião com os usuários feitas antes mesmo do começo do desenvolvimento. "Na pesquisa que fizemos, todos os clientes disseram que preferem desempenho, mesmo aqueles que usam o Linux e o Mac OS X."

O foco é bem diferente do que aconteceu quando a Microsoft lançou o Vista, há dois anos. Naquela época, o principal foco dos usuários era reforçar a segurança do sistema operacional contra vírus e ataques externos. “E foi isso que fizemos”, diz Wagner. “Mas isso teve um preço.”

Por isso mesmo, explica o executivo, "o foco do Windows 7 é ser um sistema mais rápido, mais confiável, mais seguro e mais compatível. Tudo isso sem perder a simplicidade". As primeiras impressões confirmam que o sistema está indo nessa direção. Apesar de ser parecido com o Vista, ele terá poucas novidades em termos de interface gráfica, por exemplo, mas funciona muito melhor.

Já os engenheiros da Apple disseram que vão fazer uma pausa estratégica. "Adicionamos mais de mil novos recursos ao OS X em menos de sete anos. O que vamos fazer com o Snow Leopard vai ser lançar os fundamentos para criarmos mais inovação", disse Bertrand Serlet, vice-presidente de Engenharia de Software da Apple, durante uma conferência em julho passado. "Para isso, vamos dar uma pausa com as novidades e aperfeiçoar o sistema operacional mais avançado do mundo", justificou Serlet, sem nenhuma modéstia.

Novos aparelhos
Existe, no entanto, outro motivo para que as companhias invistam em sistemas operacionais mais eficientes: hoje, há um número cada vez maior de aparelhos que vão precisar desses aplicativos.

Até pouco tempo atrás, apenas smartphones e computadores de mão precisavam de um sistema operacional. Agora, com um universo de aplicativos que vão de netbooks (os laptops pequenos para navegar na web) a televisões com processadores e que podem baixar filmes da internet, nada mais racional do que fazer um sistemas capaz de tirar o máximo de proveito de qualquer aparelho.

“Computador não é só aquele que as pessoas usam normalmente, com monitor e teclado. Agora estamos abraçando outros aparelhos, como a TV”, diz Ricardo Wagner. “Isso é iminente... temos que atender a todos os requerimentos de tecnologia do mercado.”

Como isso vai se concretizar, porém, só vamos começar a saber em meados deste ano. A Apple anunciou oficialmente que o novo Mac OS X, o Snow Leopard, chega até junho.

Já o Windows 7 deve vir um pouco depois: a primeira versão beta deve expirar em agosto deste ano. Pode ser que a Microsoft lance um segundo beta para então preparar o terreno para o lançamento oficial do sistema, explica Wagner.

O executivo, porém, não revelou quais são as próximas etapas do sistema, limitando-se a dizer que a companhia de Redmond tem o compromisso de lançar um novo sistema operacional em até 3 anos depois do lançamento do Vista - o que aconteceu em janeiro de 2007.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail