Home > Notícias

Microsoft mostra Internet Explorer 9

Nova versão do navegador promete melhor desempenho em JavaScript e mais compatibilidade com padrões da Web 2.0.

Redação do Computerworld (EUA)

18/11/2009 às 17h32

Foto:

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira 18/11 que o Internet Explorer
9 (IE9) praticamente elimina a diferença de performance em JavaScript
entre o navegador e seus rivais - FIrefox e Google  Chrome - e isso apesar de o browser estar em desenvolvimento apenas há apenas algumas semanas.

O IE9 foi demonstrado aos desenvolvedores durante a durante a PDC09, conferência para desenvolvedores que acontece em Los Angeles (EUA).

O presidente da Microsoft para o Windows e o Windows Live,
Steven
Sinofsky, reconheceu que a Microsoft tinha um grande desafio a vencer, principalmente na questão desempenho. "No SunSpider, agora, conseguimos empatar", disse Sinofsky,
exibindo um gráfico que mostrava os números da popular suíte de
benchmarking para JavaScript.

Apesar de os resultados do IE9
serem levemente superiores - e, portanto, mais lentos - que os novos
navegadores dos competidores, seus números foram significamente
melhores que os do Internet Explorer 8.

Sem surpresa
A notícia não surpreendeu Asa Dotzler,
diretor de desenvolvimento de comunidades do Mozilla, que na
terça-feira (17/11) previu que a Microsoft poderia conquistar ganhos de
performance em sua próxima versão do IE. "A Microsoft vai
mostrar uma versão demo (build) do IE9 que estreia um motor javaScript
totalmente novo e super-rápido", escreveu Dotzler em seu blog ontem.

"A
Microsoft cavou um enorme buraco quando abandonou o IE6, e a web, de
2001 a 2006. Seus esforços iniciais de retorno com o IE7 foram um
enorme desapontamento para a maioria dos desenvolvedores web e, apesar
de seus esforços com o IE8 terem sido muito melhores, eles ainda estão
no mínimo uma geração inteira atrás dos browsers modernos."

Benchmarking
O IE8, e em grande parte o IE7 e o
velho-porém-largamente-utilizado IE6, tem comido poeira dos rivais em
desempenho com JavaScript, especialmente do Firefox, do
Chrome e do Safari (Apple). Os dois últimos são construídos com base no motor de renderização open source WebKit.

Na
maioria dos testes recentes de SunSpider feitos pela Computerworld, por
exemplo, o Chrome passou pelos benchmarks cerca de 10 vezes mais rápido
que o IE8, enquanto o Firefox estava praticamente quatro vezes mais
rápido.

No passado, a Microsoft desprezou tais benchmarks,
dizendo que eram meras "corridas de arrancada entre navegadores" que
não representavam de modo acurado o mundo real.

No seu lugar, a
Microsoft usava testes de downloads dos 25 sites web mais populares
para afirmar que o IE8 era de fato mais rápido que o Firefox ou o
Chrome em casos que realmente importavam.

Outro discurso

Hoje, Sinofsky pareceu descartar todo o
velho discurso, e pregou não apenas sobre a velocidade do IE9, mas
também que os números do teste Acid3 melhoraram.

"Nós precisamos
fazer um trabalho melhor no Acid3", admitiu Sinofsky. "Nós temos feito
algumas melhorias no IE9, que agora marca 32 em 100." O IE8, disse,
marcava 24 em 100.

O benchmark Acid3 verifica em que medida um
browser segue certos padrões, particularmente as especificações para as
aplicações Web 2.0, bem como padrões relativos ao Document Object Model
(DOM), CSS2 (Cascading Style Sheets) e Scalable Vector Graphics (SVG).

Outros
browsers, no entanto, tem sido capazes de ir bem mais longe no Acid3.
As versões atuais do Chrome, do Safari e do Opera marcam 100, enquanto
o Firefox 3.6, que ainda está em beta, marca 92 em 100.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail