Home > Notícias

Microsoft posiciona Windows Server 2012 e Azure como “Cloud OS” para datacenters

Softwares permitem que equipes de TI iniciem “a era do sistema operacional na nuvem” em suas organizações

Juan Carlos Perez

11/06/2012 às 18h59

Foto:

A Microsoft abriu a edição norte-americana de sua conferência TechEd com uma palestra que cobriu vários tópicos e teve poucas grandes novidades, mas se esforçou para posicionar o Windows Server 2012, Windows Azure e outros produtos para servidores como componentes chave do que a empresa está chamando de “a era do Cloud OS”.

Empresas precisam de ferramentas para servidores e sistemas operacionais em seus data centers que possam atender e suportar uma ampla variedade de aparelhos conectados à internet e aplicativos web sempre em atividade, disse Satya Nadella, presidente da divisão de servidores e ferramentas na Microsoft.

Estes novos requisitos oferecem às organizações e seus departamentos de TI “uma enorme oportunidade para se reinventar”, disse Nadella, que liderou a apresentação de 90 minutos e foi auxiliado por vários funcionários da Microsoft que demonstraram o Windows Server, Azure, SQL Server 2012 e outros produtos.

Como versões anteriores do Windows para servidores, o Server 2012 ainda desempenha as tarefas básicas de gerenciar o hardware e fornecer uma plataforma para os aplicativos, mas agora a escala mudou para as proporções de um data center, disse o executivo. Os aplicativos ficam na nuvem e precisam estar disponíveis em uma variedade de dispositivos, levando em conta a identidade do usuário e oferecendo recursos sociais, completou. O Windows Server 2012 ainda está em versão beta, sob testes.

O Windows Server 2012 e o Windows Azure - a plataforma para hospedagem e desenvolvimento de aplicativos “na nuvem” da Microsoft - foram projetados com estes requisitos em mente, “para que você possa iniciar a era do sistema operacional “na nuvem” em sua própria organização”, disse ele.

A Microsoft também anunciou uma nova versão da ferramenta de gerenciamento de PCs e dispositivos móveis Windows Intune, que segundo a empresa agora tem mais recursos para gerenciamento de dispositivos móveis. 

A empresa também lançou um preview público do Microsoft Team Foundation Service, uma ferramenta para o gerenciamento do ciclo de vida de uma aplicação, hospedada no Windows Azure e projetada para simplificar o desenvolvimento e distribuição de aplicações.

Além disso a Microsoft anunciou que o LightSwitch, uma ferramenta para o desenvolvimento rápido de aplicações, agora é capaz de exibir páginas em HTML5, permitindo a criação de aplicativos para aparelhos e plataformas que suportem este padrão.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail