Home > Notícias

Microsoft volta atrás e define dois updates por ano para o Windows 10

Antes disso, empresa de Redmond falava em ter três upgrades principais anualmente.

PC World / EUA

24/05/2016 às 16h10

windows10toshiba_625.jpg
Foto:

A Microsoft voltou atrás no seu cronograma de atualizações do Windows 10 para dois upgrades principais por ano em vez dos três que tinha planejado anteriormente.

Desde novembro de 2015, a companhia de Redmond vem indicando que poderia diminuir o número de upgrades do seu sistema mais recente. Foi nessa época que a Microsoft começou a se referir ao cronograma como “de dois a três vezes por ano”, em vez dos sólidos três updates de que falava antes do lançamento oficial do Windows 10, que aconteceu em julho do ano passado.

Mas em uma apresentação durante a conferência técnica WinHEC, realizada em Taiwan no mês passado, a empresa forneceu aos seus parceiros de hardware e desenvolvedores terceirizados um ritmo mais definitivo para o Windows 10.

“Nosso foco são duas (atualizações) por ano com novas capacidades”, afirmou a Microsoft sobre a sua estratégia com o Windows 10 em um slide apresentado pelo gerente sênior Chris Riggs.

Em outro slide, Riggs detalhou o cronograma de cada upgrade principal. Nos primeiros quatro meses após o lançamento, cada build será “empurrado” apenas para os consumidores e as empresas que adotaram o mais rápido Current Branch (CB). Depois disso, o upgrade será promovido pelo Current Branch for Business (CBB), a faixa em que é esperado que as empresas atualizem a maior parte dos seus PCs.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail