Home > Notícias

Motorola quer reforçar equipe de desenvolvedores para o Android

Fabricant deve expandir de 50 para 350 pessoas equipe de desenvolvimento que trabalha com o sistema operacional do Google.

PCWorld/EUA

29/09/2008 às 14h57

Foto:

A Motorola espera se recuperar de sua recente crise financeira aproveitando a popularidade do Android. É a aposta de que o Android é o sistema operacional do futuro que tem feito com que a empresa comece a reunir uma equipe de 350 desenvolvedores Android para transformar seu mercado móvel.

O ponto fraco da Motorola sempre foi o software. Enquanto celulares como o V3 venderam milhões de unidades ao redor do mundo, usuários nunca se impressionaram realmente com as capacidades de software dos equipamentos. Numa tentativa de mudar o cenário, a Motorola está adotando o Android, a fim de preencher lacunas entre hardware e software.

No momento há 50 pessoas na equipe de desenvolvimento em Android da Motorola. De acordo com notícias que circularam nesta segunda-feira (28/09), a empresa está expandindo esse time para 350 membros. A oferta de vagas é grande, mas não é motivo de espanto, pois os lucros da companhia no mercado móvel tem caído há anos.

A Motorola é um dos primeiros membros do Open Handset Alliance (OHA), um acordo entre empresas que é o principal apoio do Android. Outro significativo membro do OHA é a HTC - que fabrica o G1, primeiro celular com Android - a LG e a Samsung, que já declararam trabalhar em aparelhos baseados no Android.

Todos os fabricantes de celulares membros da OHA têm uma coisa em comum: usam interfaces de software próprias ou Windows Mobile, precisando pagar royalties à Microsoft.

A vantagem do Android para os fabricantes é que eles não precisam pagar royalties para o Google por usar o sistema operacional em seus aparelhos, reduzindo o custo de produção e, ao mesmo tempo, se beneficiando de uma plataforma aberta. Isso é algo que a Apple se recusa a fazer com o iPhone.

Do outro lado da barricada, a Nokia, que não é membro da OHA, disse que já tem uma equipe trabalhando no Android. A Nokia recentemente comprou o resto da plataforma Symbian que ainda não possuia, como o sistema operacional dos aparelhos S60, incluindo o Tube, rival do iPhone. Embora a Nokia esteja determinada em manter o Symbian o tempo que puder, se o Android realmente sair, poderemos ver mudanças substanciais na estratégia da empresa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail