Home > Notícias

Mozilla discorda de pesquisa que aponta Firefox como mais frágil

Em anúncio oficial, Mozilla informaque metodologia de testes deveria considerar a eficiência em correções de um aplicativo.

Redação do IDG Now!

15/12/2008 às 17h25

Foto:

A Mozilla considera ineficiente o teste de segurança da Bit9, que colocou o Firefox no topo dos aplicativos mais vulneráveis de 2008, informou a empresa oficialmente nesta segunda-feira (15/12).

Segundo a desenvolvedora, o teste apenas aponta as empresas que revelam suas vulnerabilidades, e sugerir que esta abertura é uma fraqueza é “fugir da realidade”.

Dizer “este software tem bugs” não faz sentido, enquanto a resposta do produto a estes bugs e sua habilidade em contê-los rapidamente é uma métrica muito mais eficiente para contar se um software é seguro do que numerar a quantidade de falhas, diz a empresa.

A Mozilla ainda afirma que a Bit9 falha em considerar “o mundo real”. A justificativa é que o mecanismo de atualização automática do Firefox leva a 90% de browsers um pacote de correções 6 dias após ele ser lançado.

Além disso, a Mozilla completa, as vulnerabilidades discutidas pela Bit9 já foram corrigidas há muito tempo, a maioria poucos dias após seu anúncio.

A metodologia ideal seria verificar a prontidão para corrigir bugs conhecidos, além de testes cuidadosos. “Contar as falhas é algo feito sempre, porque é fácil, mas não devia ser um método substituto das medidas reais de segurança”, diz o anúncio da Mozilla.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail