Home > Notícias

MTI Micro anuncia desenvolvimento de ultraportátil movido a álcool

Baterias são carregadas com tecnologia 'direct methanol fuel cell', que produz eletricidade pela reação entre metanol, água e ar.

IDG News Service/Japão

10/07/2008 às 12h17

Foto:

O fabricante de baterias MTI Micro e a South Korean Electronics anunciaram nesta quinta-feira (10/07) que planejam firmar parceria para desenvolver uma bateria alimentada por combustível, voltada a computadores ultraportáteis.

Baseada em Nova York, a MTI trabalhará com a NeoSolar, que fica em Seul e já tem um ultraportátil no mercado da Coréia, sob a marca “Wibrain”, que usa a tecnologia direct methanol fuel cell (DMFC) da MTI Mobion em seus produtos.

“Inicialmente, daremos enfoque a ultraportáteis, mas planejamos usar a bateria em outros equipamentos digitais”, disse Peng Lim, CEO da MTI Micro.

A DMFC produz eletricidade da reação entre metanol, água e ar. Os únicos subprodutos da reação são pequenas quantidades de vapor de água e dióxido de carbono, de modo que as baterias a combustível são muito mais ecologicamente corretas que as tradicionais. A grande vantagem da tecnologia DMFC é que as baterias podem ser reabastecidas com um cartucho de metanol em segundos.

Embora vários protótipos já tenham sido apresentados por outras empresas, esta é a primeira vez que alguém leva o produto ao mercado.
++++
No início do ano, a MTI demonstrou um celular e uma câmera digital com a tecnologia DMFC embutida. A empresa também apresentou um recarregador com a tecnologia 'fuel-cell', usado para carregar a bateria de um equipamento portátil sem se conectar à tomada elétrica.

Este acordo é o terceiro que a MTI estabelece com uma empresa de eletrônicos. A primeira parceria foi com a Samsung Eletronics, para baterias à combustível para celulares. Em maio, a MTI assinou um acordo com uma grande fabricante de câmeras digitais - que não revelou o nome - também para criar baterias à combustível.

A Dell anunciou, recentemente, um mini desktop ecologicamente correto. O ranking de empresas 'verdes' do Greenpeace é liderado pela Sony e Sony Ericsson.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail