Home > Notícias

Mulher é detida por engano após erro de reconhecimento facial no RJ

Moradora de Copacabana foi confundida com foragida da polícia

Da Redação

10/07/2019 às 20h09

reconhecimentofacial_795440836.jpg
Foto: Shutterstock

Uma moradora de Copacabana, no Rio de Janeiro, foi detida após ser localizada pelo sistema de reconhecimento facial instalado no bairro. Após a detecção das câmeras, a polícia demorou apenas cerca de cinco minutos para chegar até o local. No entanto, após ter sido levada para a delegacia, ela foi liberada, pois tudo não passava de um erro do sistema.

De acordo com reportagem do jornal O Dia, o sistema falhou ao não perceber que tratava-se de uma moradora do bairro, e não da criminosa condenada por homicídio e ocultação de cadáver que está foragida.

"No Carnaval, quando o sistema funcionou pela primeira vez, já houve um caso assim. Mas isso mostra que estamos integrados e que todas as garantias do suspeito estão sendo observadas", disse a delegada Valéria Aragão, titular da 12ª DP, onde o caso aconteceu.

O sistema recebeu uma expansão no último final de semana, quando 25 novas câmeras foram adicionadas em Copacabana. A tecnologia analisa detalhes como a distância entre os olhos e o tamanho do crânio dos suspeitos que aparecem nas imagens.

A polícia diz que quando o sistema "aponta 70% de possibilidade da pessoa ser a procurada, uma viatura é direcionada ao local. A abordagem é feita com respeito aos Direitos Humanos e com cautela do agente".

Fonte: O Dia

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail