Home > Notícias

Mulher envia e-mail pela empresa com ameaça de morte e é demitida

Melanie Kroll, da 1-800-Flowers.com, teria ameaçado de morte um professor ateu da Universidade de Minessota.

IDG News Service/EUA

16/07/2008 às 10h59

Foto:

Uma empregada da 1-800-Flowers.com, serviço online de entrega de flores, foi demitida depois de enviar um e-mail com uma ameaça de morte que estava ligada à sua conta de e-mail da empresa.

O e-mail foi enviado no domingo (13/07) para Paul “PZ” Myers, um professor de biologia da Universidade de Minessota Morris, que é conhecido por sua crítica à religião e à teoria do criacionismo.

O e-mail foi uma das várias mensagens hostis que ele recebeu como conseqüência de um texto controverso postado em seu blog no dia 8 de julho. O endereço no e-mail mostrou que ele vinha de Melanie Kroll da 1-800-Flowers.com.

A mensagem dava ao professor até o primeiro dia do mês para se demitir de seu cargo na Universidade. “Você tem duas opções. Pode encerrar seu trabalho para o bem das crianças ou pode conseguir uma pancada no cérebro”, dizia.

Na segunda-feira (14/07), Melanie Kroll enviou a Myers um e-mail confuso, explicando que a ameaça foi enviada de seu computador, mas que ela não o escreveu. “Parece que o e-mail saiu de minha conta do trabalho. Peço desculpas e vou pesquisar sobre o assunto”, escreveu ela.

Melanie disse que seu e-mail do trabalho foi definido como endereço padrão no computador e que, por isso, pareceu que a mensagem vinha dela. E acrescentou que a ameaça era “vazia” porque “as pessoas que poderiam ter utilizado meu PC são inofensivas”.
++++
Depois de investigações internas, a empresa de vendas na internet decidiu demitir Kroll, de acordo com o vice-presidente de comunicação da empresa, Steven Jarmon. “Todos os colaboradores da 1-800-Flowers.com são instruídos de que qualquer uso impróprio do sistema da empresa ou equipamentos para propósito pessoal é potencial motivo de demissão”, escreveu Jarmon.

Depois de ser inundado com várias ameaças por e-mail, o professor Myers decidiu publicar todos os detalhes técnicos das mensagens, incluindo o IP dos computadores envolvidos. Embora o endereço do rementente, em mensagens de e-mail, pudesse ser falsificado, o IP mostrou que a mensagem veio do servidor de e-mail da 1-800-Flowers.com.

Myers não demonstrou qualquer satisfação com a demissão de Kroll. “Não era minha intenção que qualquer pessoa fosse demitida. Ela aparentemente fez algo estúpido para o que eu não tenho simpatia. Gostaria de não ver pessoas sendo demitidas por causa de uma mensagem de e-mail”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail