Home > Notícias

Mulheres nuas na loja de aplicativos da Apple? Vai sonhando…

Depois de anunciar uma versão para iPad “sem censura”, Playboy fala em confusão e anuncia serviço online “compatível com o tablet”

Macworld/Reino Unido

20/01/2011 às 16h06

Foto:

Quem achou que a Apple ia alterar sua rígida política de restrição a temas como sexo e nudez em sua loja de aplicativos, a App Store, pode parar de sonhar. Mesmo com o anúncio feito ontem (19/1)  pelo fundador da Playboy, Hugh Hefner, de que sua revista teria uma versão “sem censura” para iPad, nada vai mudar.

Não entendeu? É que, segundo a Playboy, o anúncio de que todo o conteúdo da publicação, inclusive de edições antigas estará disponível para iPad sem censura, a partir de março, foi mal interpretado. Na verdade, esse conteúdo será “compatível com o iPad, utilizará as funções do tablet”, segundo explicou um porta-voz da empresa.

Traduzindo: não será um aplicativo para o iPad sem censura, mas apenas um serviço  na Internet (que pode ser visto em qualquer equipamento). Já para a App Store, a Playboy continuará com versões sem nudez da revista para o iPad, como fez com o iPhone, para atender à política rígida da Apple.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail