Home > Notícias

Na Classe C, 60% das conexões à internet serão de banda larga em 2020

Penetração de banda larga deverá chegar a 52,5% dos domicílios brasileiros com internet em 2020, segundo levantamento da Profuturo/FIA.

Redação do IDG Now

20/04/2010 às 13h23

Foto:

Até 2020, metade da população brasileira pertencente à Classe C terá acesso à internet em casa, e 60% dessas conexões serão de banda larga.  Isso representa um aumento de 53 pontos porcentuais em relação a 2008, segundo um estudo do Programa de Estudos do Futuro da Fundação Instituto de Administração (Profuturo/FIA).

Segundo o relatório, a porcentagem de domicílios conectados a internet no Brasil era de 17% em 2008. E a previsão é de que esse número chegue a 50% até 2020, período no qual as conexões de banda larga representarão 52,5% dos acessos domiciliares.

O segundo maior crescimento está relacionado à Classe B: a pesquisa estima que o número de casas conectadas à internet em 2020 seja de 90%, quase o dobro dos 50% registrados em 2008, sendo 60% delas por meio de banda larga.

Já a população da Classes D e E chegará ao fim da década com 25% de seus domicílios conectados à web, dos quais um quarto fará acesso por meio de banda larga.

Por fim, a Classe A terá 99% de suas casas conectadas até 2020, aumento de 11 pontos percentuais em relação a 2008, com 99% de acesso via banda larga.

De acordo com o estudo, o crescimento se baseia principalmente na redução do custo da conexão de banda larga (60%) e da penetração dos computadores na casa dos brasileiros (19%).

Metodologia
Para chegar aos resultados, o Profuturo utilizou o modelo de pesquisa Delphi, que "consiste em um questionário aplicado repetidas vezes a um grupo de especialistas. Após cada rodada, são apresentadas as resposta e é realizado um tratamento estatítisco simples, buscando identificar a tendência central das respostas."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail