Home > Notícias

Nanotecnologia pode permitir que corpo humano carregue energia de gadgets

Pesquisador da Georgia Institue of Technology desenvolve tecnologia com nanofios que, integrada em tecidos, "colhe" energia do corpo.

Por Computerworld/EUA

21/02/2008 às 11h00

Foto:

O professor e pesquisador de nanotecnologia do Georgia Institue of Technology, Zhong Lin Wang, afirma que, dentro de cinco anos, você poderá carregar a bateria de gadgets pelo próprio corpo.

Segundo Wang, ao invés de bateria energizar gadgets, você pode transformar a energia gerada pelo movimento da sua camiseta para carregá-los.

O instituto detalhou o desenvolvimento potencial de "camisetas power" e outros geradores baseados em fibras na semana passada, enquanto Wang afirmou que está usando nanotecnologia para tentar ajudar soldados ou outros perfis que precisem da transformação de energia de movimento em eletricidade.

"Pelos últimos anos, estamos pesquisando a tecnologia de 'colheita de energia'", afirmou Wang. "Movimentos de corpo. Coração batendo. Sangue correndo. Ondas sônicas criadas quando você fala. Estas são todas energias disponíveis no nosso ambiente. Queremos saber como convertê-los para usá-los. O movimento do corpo é a escolha mais convencional".

Diversos pares de fibras têxteis cobertas com nanofios de óxido de zinco em uma camiseta pode permitir que os movimentos de quem o veste energize gadgets, explicou. As fibras também podem ser integradas em cortnas, tendas e outras estruturas para capturar energia de vibrações do som ou do movimento do vento.

Cada uma das fibras usadas pelo time de pesquisadores têm um centímetro e pode produzir uma corrente externa de quatro millivolts.

Milhões de fibras seriam necessárias para transformar energia suficiente para energizar um iPod, pondera iPod. AO andar, o atrito entre os nanofios produz a energia elétrica.

A camiseta pode ser conectada a um aparelho eletrônico por um fio separado, permitindo que o gadget seja energizado pelos movimentos, disse Wang.

"Acho que estamos a cinco anosdisto se tornar viável, já que há muitos desafios técnicos ", afirmou. "Como conectamos todas estas fibras? Como você protege a camiseta da chuva? Como ter certeza que a energia está realmente armazenada?".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail