Home > Notícias

Não haverá “mercado negro” de IPv4, diz diretor de agência européia

A opinião é de Axel Pawlik, diretor da RIPE NCC, que acredita que os endereços IPv4 não chegarão a ser tão valiosos

Techworld.com

12/05/2010 às 10h20

Foto:

Falar de um mercado negro na Internet para endereços IPv4 é um pouco prematuro, de acordo com o diretor da agência europeia de Registro RIPE NCC, Axel Pawlik, mas é algo que poderia acontecer no futuro, caso se tornem indisponíveis ainda durante a transição para o IPv6.

As discussões a respeito ressurgiram a partir da declarações de um comentarista inglês, Kevin R. Oberman, de que um mercado negro para os endereços IP já existia, embora em pequena escala.

"Como pode haver um mercado negro quando os endereços estão disponíveis? Existirá um mercado negro quando os endereços forem escassos. Possivelmente...", contrapôs Pawlik. "Será que vai ser um esquema rico? Eu duvido muito", acrescentou.

Recentemente, a RIPE tornou seus procedimentos para a emissão de endereços mais rigorosos. "Estamos analisando um pouco mais. Queremos saber quanto do seu endereço você usou. E só estamos emitindo novos lotes se 80% ou mais dos endereços já estiverem sendo usados", disse ele.

Pawlik acredita que, em vez de um mercado negro, o que deverá acontecer é o surgimento de um mercado de endereços IPv4 desativados a partir da migração natural para os endereços IPv6.

Quanto à questão do esgotamento de endereços IPv4, Pawlik acredita que ainda é um cenário remoto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail