Home > Notícias

Natal 2008: Vendas pela web no Brasil ficaram abaixo do esperado

Crise fez com que crescimento ficasse em 15%, com faturamento de R$ 1,25 bilhão. Previsão era de aumento de 25% nas vendas.

Redação do IDG Now!

29/12/2008 às 17h50

Foto:

ecommerce_natal_88.jpgO comércio eletrônico brasileiro cresceu abaixo do esperado no Natal de 2008, informou nesta segunda-feira a e-bit, consultoria sobre e-commerce. Ente 15 de novembro e 23 de dezembro foram comercializados 1,25 bilhão de reais em produtos, uma evolução de 15% em relação ao mesmo período de 2007. A previsão, porém, era de crescimento de 25%, com faturamento na casa de 1,35 bilhão de reais.

Segundo a e-bit, a crise econômica foi responsável pelo crescimento abaixo do esperado - não só no comércio online mas em todo o setor varejista. Ainda assim, o crescimento do e-commerce foi bem superior ao registrado em shopping centers, que ficou em 3,5%, segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

Um dos destaques positivos do estudo da e-bit é que os produtos da categoria “Saúde e Beleza” (perfumes, cremes, maquiagens, cosméticos e medicamentos em geral) ganharam mais espaço no carrinho de compra do consumidor brasileiro.

Para Pedro Guasti, diretor geral da e-bit, os produtos negociados via web na época de Natal vêm sofrendo modificações nos últimos anos. As vendas de produtos eletrônicos e de informática aumentaram consideravelmente, disse ele, por meio de comunicado. “Há alguns anos, os líderes eram produtos mais baratos, como CDs e DVDs”, disse. Em 2008, os filmes e discos não ficaram nem entre os cinco primeiros no ranking de produtos mais vendidos.

Os produtos mais vendidos no período, segundo a consultoria, foram os das categorias “livros, revistas e jornais” (18%), “saúde e beleza” (13%), informática (9%), eletrônicos (7%) e “telefonia celular” (6%). O tíquete médio no período foi de 346 reais por compra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail