Home > Notícias

Negociações emperram e Samsung desiste de comprar a SanDisk

Fabricante retira oferta de compa após anúncio de perda financeira e acordo com Toshiba na área de memórias flash.

IDG News Service/Japão

22/10/2008 às 10h06

Foto:

A Samsung Eletronics retirou sua oferta de compra da rival fabricante de memória Flash SanDisk citando uma falta de progresso nas negociações entre as duas empresas.

O negócio reforçaria a posição da Samsung como a número um como fabricante de chips de memória. Porém, isso poderia ser difícil, em parte, porque a SanDisk está aliada com a Toshiba, que ocupa a segunda posição neste mercado. Analistas previram problemas de truste se a Samsung realmente fechasse o negócio.

Em uma carta ao conselho da SanDisk, o Chief Executive Officer (CEO) da Samsung, Lee Yoon Woo, também citou dois eventos ocorridos na segunda-feira (20/10) como razões de abandonar a proposta.

O primeiro foi o anúncio de que a Toshiba seria detentora não mais de 50%, mas de 65% da produção de memória flash da SanDisk. No mesmo dia, a SanDisk anunciou perdas operacionais de 250 milhões de dólares no trimestre de julho a setembro.

"Como resultado desses acontecimentos, não estamos mais interessados em adquirir a SanDisk pelo valor de 26 dólares por ação", declarou a SamSung. A SanDisk reagiu ao anúncio dizendo que o conselho está sempre aberto para negociações, desde que a oferta tenha um valor justo.

Apesar dos vários meses de negociações, a proposta foi divulgada apenas em setembro. A oferta de 26 dólares por ação foi rejeitada pela SanDisk. Durante o ano, as ações da empresa chegaram a 30 dólares cada, mas no momento da oferta estavam cotadas em apenas 15 dólares. Para a SanDisk, a oferta havia subestimado o valor da empresa e "cronometrada oportunamente para o período de desaquecimento na indústria".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail